Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

SOS Mão faz transplante de mão inédito no Brasil



Cirurgia foi realizada pelos médicos Rui Ferreira e Mauri Cortez. Paciente é um agricultor paraibano.

O Instituto SOS Mão, fundado pelo Hospital SOS Mão e Ortopedia, especializado em cirurgia da mão no Nordeste, realizou procedimento inédito no Brasil,  uma cirurgia de transplante autólogo de mão, quando é transplantada a mão para a própria pessoa. O paciente é Damião de Oliveira Bezerra, 47, paraibano que teve a mão direita amputada em um acidente aos 17 anos de idade e, há 8 meses, perdeu a funcionalidade da mão esquerda após um acidente de carro.  

A cirurgia aconteceu nesta quarta (13.07.2022), comandada pelos médicos Rui Ferreira e Mauri Cortez, cirurgiões especialistas em mão, no Hospital SOS Mão, no Recife (PE). De acordo com a equipe médica do hospital, o estado de saúde de Damião de Oliveira Bezerra é estável. Na quinta, 14.07, o paciente foi submetido a nova cirurgia para revascularização da mão. A equipe médica está acompanhando de perto e mantendo a vigilância constante no pós-operatório. A expectativa é de que o paciente permaneça internado por mais alguns dias. “Esse procedimento traz esperança para Damião e também para outros pacientes nessa condição. Passadas as complicações inerentes ao transplante e os riscos desses primeiros dias, espera-se que ele recupere a função da mão. Estamos esperançosos, mas temos que aguardar  a evolução nos 15 próximos dias para reavaliação”, explica o cirurgião Rui Ferreira. 

Damião é agricultor e teve a mão direita amputada aos 17 anos, devido a um acidente enquanto utilizava uma máquina forrageira. Há 8 meses, o agricultor se envolveu em um acidente de carro e teve a orelha decepada, lesão cervical e paralisia total do plexo braquial esquerdo, o que causa a interrupção dos sinais que vão do cérebro para os músculos, impedindo que a musculatura do braço, antebraço e mão funcionem. 

Após o acidente, o agricultor procurou ajuda do Hospital SOS Mão através da indicação de um enfermeiro de Monteiro, município da Paraíba onde é residente. Para possibilitar o uso de uma das mãos, foi realizada cirurgia de transplante da  mão esquerda para o braço direito. Essa mão do braço esquerdo já estava perdida por conta da lesão do plexo braquial, ela jamais teria condições de ser funcional. Então, foi retirada essa mão do lado esquerdo e transplantada para o lado direito na tentativa de promover a função adequada a uma das mãos e melhorar a condição de vida do paciente. 

Os médicos Rui Ferreira e Mauri Cortez, cirurgiões especialistas em mão, são referências nessa área médica, juntos acumulam mais de 100 mil cirurgias em 40 anos de trabalho. Segundo eles, só existem sete registros deste tipo de cirurgia no mundo, sendo esta a oitava. “Nossa experiência e as condições do paciente nos deram tranquilidade e segurança para indicar e realizar o transplante. Neste momento, ainda é cedo para afirmar se o paciente vai recuperar as funções da mão transplantada, mas já podemos dizer que a cirurgia representa um grande avanço e que servirá como referência científica para os próximos casos”, explica o médico Mauri Cortez.

Sobre o Instituto SOS Mão

O Instituto SOS Mão foi fundado pelos médicos Mauri Cortez e Rui Ferreira com o objetivo de suprir as dificuldades que os hospitais da rede pública têm em atender crianças de baixa renda portadoras de malformações congênitas dos membros superiores e inferiores, bem como sequelas de traumatismo e queimadura. Desde 2006 até julho de 2022, foram realizados 2.496 procedimentos cirúrgicos e 14.005 consultas em 40 missões humanitárias.

Rui Ferreira e Mauri Cortez

O médico cirurgião Rui Ferreira é especialista em Cirurgia da Mão pela Associação Médica Brasileira - Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, tendo operado mais de trinta mil mãos. Ele é formado em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (FCM/UPE) e possui residência médica em Cirurgia Plástica no Hospital Municipal Barata Ribeiro. Ele também é membro titular da Federación Ibero Latinoamericana de Cirugía Plástica eReconstrutiva (FILACP), maior organização de cirurgiões plásticos de língua espanhola e portuguesa.

O médico cirurgião Mauri Cortez tem uma grande experiência médica no âmbito nacional e internacional e é formado em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (FCM/UPE), possuindo mestrado e doutorado em cirurgia e Residência Ortopédica no Hospital Santo Amaro e Hospital da Restauração. Possui pós-graduação em Microcirurgia e cirurgia da mão pelo Institute de La Main em Paris e especializações em Clinique Longeré Lousanne na Suíça e em Artroscopia em Chicago. Também é sócio titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT), Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Sociedade Brasileira de Microcirurgia Reconstrutiva (SBMR) e da Sociedade Brasileira de Artroscopia.

Postar um comentário

0 Comentários