Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Retinopatia diabética: doença pouco conhecida pode levar a cegueira



O controle da diabetes é muito importante para o bem-estar do paciente. No diabético, os órgãos mais afetados são o coração, rins e olhos, principalmente os dois últimos. Um dos problemas oftalmológicos mais comuns entre os portadores da doença é a retinopatia diabética, que provoca o comprometimento visual e pode avançar para perda total da visão.

A retinopatia diabética pode começar afetando apenas a retina periférica. “Nesse estágio muitos pacientes nem percebem  alteração na visão. A consulta com oftalmologista pode só ocorrer quando a doença já está comprometendo a visão central, em um estágio bem mais avançado. Por isso é tão importante que o paciente consulte o médico oftalmologista periodicamente”, explica Paulo Saunders, médico oftalmologista da Oftalmax. 

Segundo o médico, o mais indicado é que o diabético faça um acompanhamento com um retinólogo,oftalmologista com especialização em doenças da retina. Na consulta inicial, é verificado se ele tem algum problema ocular, se tiver justamente a retinopatia diabética, ele vai precisar seguir com o tratamento mais adequado ao seu caso, que pode variar desde o controle clínico da diabetes a cirurgia vitreorretiniana para tratar as formas graves da doença, quando já pode apresentar hemorragia vítrea ou descolamento da retina. 

“Para os casos moderados pode ser realizado tratamento com raios laser e/ou injeções intraoculares de medicamentos. O tratamento com as drogas intraoculares tem propiciado uma boa recuperação da visão, em pacientes com edema macular diabético, forma de retinopatia que causa redução acentuada da visão”, esclarece o oftalmologista.O acompanhamento oftalmológico deve ser anual nos casos mais leves e com maior frequência nos casos mais graves de retinopatia diabética.

Postar um comentário

0 Comentários