Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Black Friday 2021: será que manteremos o crescimento das buscas pela data comemorativa?



No Brasil, a Black Friday acontece no dia 26 de novembro este ano, mas ela chegou em nosso país em 2011 e vem crescendo exponencialmente desde então, a ponto de se tornar um dos eventos anuais mais esperados pelos brasileiros. Diferentemente dos Estados Unidos, a Black Friday brasileira começou como um evento exclusivamente online, que depois passou para o varejo físico. A cada edição, milhões de pessoas anseiam pela queda dos preços e pelas ações promocionais de grandes redes de varejo e e-commerces renomados.  

A Decode, empresa de client acquisition e consulting do grupo BTG Pactual, realizou algumas pesquisas na web e encontrou dados sobre as expectativas dos consumidores brasileiros e o que os comércios podem esperar para a Black Friday 2021. 

Com o interesse pela data aumentando ao longo do tempo, podemos perceber que o volume de pesquisas no Google pelo termo ‘Black Friday’ também cresce proporcionalmente: em novembro de 2017, as buscas totalizaram 17.568.030, enquanto em 2018 o total saltou para 17.662.850 no mesmo mês. O crescimento mais expressivo aconteceu em novembro de 2019, quando houve 21.844690 buscas pelo termo. Mesmo em 2020, ano em que o COVID-19 chegou no Brasil e afetou a economia, a Black Friday continuou popular e 22.050.230 procuras foram feitas no buscador no penúltimo mês do ano. 

O crescimento anual da popularidade do termo de pesquisa “Black Friday” ficou em: 

  • Em novembro de 2018: crescimento de 0,5%  
  • Em novembro de 2019: crescimento de 23,7% 
  • Em novembro de 2020: crescimento de 0,9% 

Alguns dados trazidos pela Decode também mostram quais foram as marcas que mais se sobressaíram nas 4 últimas edições dessa data tão esperada: 

  • Em novembro de 2017, as 3 marcas mais buscadas foram:  

1º lugar – Casas Bahia (‘black friday casas bahia’ obteve 165.000 buscas) 

2º lugar – Extra (black friday extra’ obteve 74.000 buscas) 

3º lugar – Samsung ( ‘samsung black Friday’ obteve 49.500 buscas) 

 

  • Em novembro de 2018, as 3 marcas mais buscadas foram: 

1º lugar – Casas Bahia ( ‘black friday casas bahia’ -obteve 165.000 buscas 

2º lugar – Extra (‘black friday extra’ obteve 74.000 buscas) 

3º lugar – Samsung (‘samsung black Friday’ obteve 60.500 buscas) 

 

  • Em novembro de 2019, as 3 marcas mais buscadas foram: 

1º lugar – Casas Bahia (‘black friday casas bahia’ obteve 201.000 buscas) 

2º lugar – McDonald's (‘black friday macdonald’ obteve 135.000 buscas) 

3º lugar – Burguer King (‘black friday bk’ obteve 74.000 buscas) 

 

  • Em novembro de 2020, as 3 marcas mais buscadas foram: 

1º lugar – Casas Bahia (‘black friday casas bahia’ obteve 165.000 buscas) 

2º lugar – Samsung (‘samsung black friday’ obteve 60.500 buscas) 

3º lugar – Magazine Luiza (‘black friday magalu’ obteve 60.500 buscas) 

 

No ano de 2021, novas marcas vêm se destacando em pesquisas relacionadas à Black Friday e, de julho a setembro deste ano, as 3 principais foram: Xiaomi (‘black friday xiaomi’ cresceu 600% no volume de buscas), Casas Bahia (‘black friday casas bahia’ cresceu 600%) e, por fim, a Centauro (‘black friday centauro’ cresceu 600% no volume de buscas). Confira abaixo, outras marcas que também se destacaram no mesmo período de tempo:  

  • ‘black friday riachuelo’: crescimento de 600% 
  • ‘black friday zeedog’: crescimento de 600% 
  • ‘jbl black friday’: crescimento de 400% 
  • ‘black friday fast shop’: crescimento de 400% 
  • ‘black friday beleza na web’: crescimento de 400% 
  • ‘aliexpress black friday’: crescimento de 367% 
  • ‘black friday carrefour’: crescimento de 350% 
  • ‘black friday ponto frio’: crescimento de 350% 
  • ‘magalu black’: crescimento de 350% 
  • ‘black friday o boticário’: crescimento de 350% 
  • ‘black friday pontofrio’: crescimento de 350% 
  • ‘black friday netshoes’: crescimento de 325% 
  • ‘black friday shopee’: crescimento de 325% 
  • ‘black friday dell’: crescimento de 320% 

No Twitter, os internautas já estão comentando sobre o evento e demonstrando suas opiniões sobre as promoções que irão ocorrer. Analisando os comentários, 91,9% demonstraram um sentimento positivo com a data, enquanto 8,9% desmereceram a Black Friday, afirmando que a queda de preço é ilusória. Porém, daqueles que demonstraram sentimentos positivos, 53,7% anseiam por descontos em geral e 46,3% já citaram os produtos que buscam para essa edição. 

Falando em produtos, os mais mencionados na rede do passarinho foram: celular (25%), livros físicos (18%), games (11%), cosméticos (7%), laptops (5%), Kindle (5%), roupas e calçados (5%), bens para a casa (4%), eletrônicos (4%) e, por fim, camisas de time (3%). 

No total, das pesquisas sobre a Black Friday no Brasil entre os dias 16 e 17 de outubro, 6 em cada 8 foram relacionadas a aparelhos celulares! Algo muito curioso é que, destas 6, 4 são buscas por versões antigas de Iphones e as outras 2 são buscas por versões antigas de Galaxy. 

 

Falta pouco tempo! Em 1 mês, aproximadamente, presenciaremos uma nova versão da Black Friday. Com o crescimento dos e-commerces, será que veremos descontos mais expressivos no digital? Veremos! 

 

A Decode, empresa de client acquisition e consulting analytics pertencente ao grupo BTG Pactual, foi criada em fevereiro de 2019 e atualmente com mais de 100 colaboradores. Voltada para o mercado B2B, sua maior frente é a de aquisição de clientes, trabalhando com empresas como Banco Pan, BTG+, BTG Digital, Embracon, OdontoCompany, entre outros, e também oferece tecnologia para apurar tendências de mercado e desenvolver produtos e serviços de excelência para melhor experiência das pessoas, além de estudos para compreender fenômenos sociais e o comportamento do consumidor.  

Postar um comentário

0 Comentários