Propaganda

Últimas Notícias

Entenda como Homem de Ferro quase levou a Marvel à falência


Se você é do tipo de pessoa que adora acompanhar filmes de heróis e que há cerca de 10 anos estava circulando pelas salas de cinema procurando o que assistir, deve se lembrar muito bem de um certo frenesi quando Homem de Ferro foi lançado, em 2008. Na época, a onda de filmes de heróis estava só começando e a DC, concorrente da Marvel, já estava na frente e se preparava para lançar Batman: O Cavaleiro das Trevas. Tentando não ficar para trás, a Casa das Ideias também decidiu produzir obras cinematográficas voltadas para adaptações de seus principais personagens dos quadrinhos. Hoje, olhando para a grande importância de Homem de Ferro no Universo Cinematográfico Marvel, é difícil imaginar que a empresa cogitou não lançar o filme. 

Mas o que poucos sabem é que sua produção envolveu uma aposta de risco. Voltando mais um pouco no tempo, ao ano de 1996, a Marvel declarou falência após alguns investimentos em empresas que não vingaram e foi obrigada a vender o direito de adaptação de alguns de seus heróis para que pudesse pagar suas dívidas e seguir no mercado. A ação resultou na migração do Homem-Aranha para a Sony e na ida dos X-Men para a Fox. Outros personagens, na época menos conhecidos, permaneceram com a Marvel, como Capitão América, Homem de Ferro e Thor. Quando X-Men e Homem-Aranha foram lançados nos cinemas em 2000 e 2002, respectivamente, os principais chefes da Marvel perceberam que neste nicho havia uma grande oportunidade de prosperar novamente e recuperar seu lugar no mercado. 

A empresa procurou, então, um estúdio interessado em financiar a proposta do filme do Homem de Ferro, mas companhias como a Warner Bros. e a New Line recusaram, afirmando que estavam com medo de não receber um retorno positivo nas bilheterias. Ansiosos para lançar o longa o quanto antes, os produtores executivos da Marvel tiveram uma ideia ousada: pedir empréstimo para um dos maiores bancos do mundo e deixar 10 de seus principais heróis como garantia. Assim, US $520 milhões foram adquiridos sob uma cláusula contratual de que personagens como Doutor Estranho, Pantera Negra, Hulk, Viúva Negra, entre outros, serviriam como respaldo financeiro caso a aventura dirigida por Jon Favreau não rendesse o esperado. 

Mesmo considerando que Homem de Ferro poderia não arrecadar nem perto do necessário para cobrir a soma dos custos de produção, a Marvel seguiu em frente e felizmente emplacou um sucesso absoluto, iniciando o UCM e consagrando também o astro Robert Downey Jr. como um dos atores mais queridos da atualidade. E se Homem de Ferro não tivesse sido lançado? Você acha que isso mudaria muita coisa? Conta pra gente!

App Google Notícias

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.