Propaganda

Últimas Notícias

Um brinde a elas: desce uma rodada de cerveja‏



Algumas pessoas ainda remetem cerveja exclusivamente ao universo masculino. Mas é a mulher que está muito mais relacionada à história da bebida ao longo dos tempos. Apesar de não ter um registro oficial, acredita-se que a cerveja tenha sido criada em 8.000 A.C, na Mesopotâmia, e, vejam só: por mulheres. E não para por aí. Elas eram as protagonistas da fabricação até o século 18 e é uma deusa mulher, Ninkasi, que guia as crenças cervejeiras.



A pesquisa Perfi l do consumidor de cervejas especiais, feita pela Universidade de Campinas em 2015, mostra que a mulher está em pé de igualdade no consumo das brejas e, quando o quesito são as especiais, elas são quase 20% do público – número que está crescendo cada vez mais. “Hoje temos grandes cervejeiras mulheres no mundo e no Brasil, que conhecem e falam com propriedade sobre a cerveja. E, como consumidoras, estão ficando tão presentes quanto os homens”, ressalta Thomé Calmon, da cervejaria artesanal DeBron Bier.

Entre elas, os tipos mais comuns são as da escola belga. “Nessas bebidas são comuns a utilização de especiarias, como casca de laranja, que atribuem mais sabor à cerveja. Também são grandes consumidoras das cervejas do tipo Weizen e Pilsen”, continua Thomé.

No passado, o homem ficava responsável pela caça e a mulher pelos cuidados do lar e da terra – sendo também consideradas as inventoras da agricultura. Durante o manuseio dos grãos, algum recipiente deve ter ficado exposto à agua, germinando e iniciando o processo de malteação. A partir de então, a cerveja foi fabricada em sua maioria por mulheres, que só “perdeu” espaço quando o comércio, rentável, chamou a atenção masculina, fazendo com que surgissem as grandes indústrias cervejeiras.

Foi somente durante a Primeira Guerra Mundial, com o objetivo de suprir os soldados nas frentes de batalhas, que as mulheres voltaram a produzir cervejas com mais frequência. E, hoje, são cada vez mais consumidoras certas da bebida mais antiga do mundo. Por isso, neste 8 de março, nada de presentear mulheres com chocolates ou rosas. A elas, um brinde com cerveja gelada.

SAÚDE – Um levantamento feito por pesquisadores suecos apontou que beber até 1 litro de cerveja por semana reduz em até 30% o risco de sofrer ataque cardíaco. Elas foram acompanhadas por 32 anos e foram levados em consideração outros fatores como estilo de vida e tabagismo.


Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.