Propaganda

Últimas Notícias

Gleiciane Chaves, PEDAGOGA, comenta AS ROUPAS DO REI após assistir apresentação no GALPÃO DAS ARTES


As roupas do rei, um texto de Cláudia Maria de Vasconcelos, encenado sob a direção de Luiz Navarro, conta a história de um rei e de um menino, que apesar de não se conhecerem possuem o mesmo desejo: se entender enquanto “gente”. A história acontece simultaneamente em dois ambientes: uma conversa face a face entre a arrumadeira do rei e um menino; e no pensamento da arrumadeira, que a cada peça de roupa retirada do varal, relembra as alegrias e tristezas vividas pelo seu reizinho-patrão.

No decorrer do conto, entre conversas e lembranças, a arrumadeira faz com que o menino se perceba rei, que o rei se veja como menino e que cada um da plateia se sinta ao mesmo tempo rei e menino.
As roupas do rei é uma peça linda! Em meio às cores, a música, à mistura de emoções o espectador é conquistado e é quase impossível não se colocar no lugar de uma das personagens. Ela desperta nos adultos aquela alegria no coração que só se sente quando se é criança.

Gleiciane Chaves além de compor a equipe da Secretaria de Educação de Limoeiro é tutora no curso de pedagogia na UAB - LIMOEIRO


AS ROUPAS DO REI - ESPETÁCULO INFANTIL
NO GALPÃO DAS ARTES
DIAS:  19 e 26 DE MAIO - DOMINGOS
HORÁRIO: 10:00 DA MANHÃ
INGRESSO ANTECIPADO : R$ 8,00
INGRESSO BILHETERIA: R$ 10,00

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.