Propaganda

Últimas Notícias

O "Lua Gonzaga" de muitas cidades.


Lula, Velho Lua, Bico de Aço, Embaixador Sonoro do Sertão e Gonzagão são alguns dos muitos apelidos que o eterno Rei do Baião, Luiz Gonzaga do Nascimento (1912-1989), ficou conhecido. Referência obrigatória para quem quer contar ou conhecer a história da música nordestina, sua trajetória se confunde com a própria popularização do forró, do xote do xaxado e do baião. Personagem recorrente da literatura de cordel, sua figura inspira verso, prosa e cinema - o filme "Rei do Baião", título mais que apropriado, está em fase avançada de produção e a previsão do diretor Breno Silveira é que seja lançado até o próximo mês de outubro.

Antes, porém, em setembro, a Sony Music planeja relançar toda a obra do pernambucano nascido em Exu há um século. Não por acaso, a reedição comemorativa do acervo vem sendo trabalhada pelo cantor, compositor e produtor musical potiguar Carlos André. O papel do mossoroense, radicado no Recife, foi crucial para a construção da imagem do Luiz Gonzaga que ficou marcada na memória da música brasileira. 

É com este trecho de uma matéria vinculada  no site Onordeste.COM que dou inicio a estas linhas em homenagem ao Rei do baião o Senhor Luiz Gonzaga que neste mês de Junho é o grande homenageado de quase todos os festejos Juninos nordeste a fora. Limoeiro, Caruaru, Carpina, Recife, João Pessoa e muitas outras cidades rendem graças ao Rei do baião e mostram o por que os festejos juninos serem danados de bons. O Velho  Lua como era carinhosamente chamado gostava muito da Festa de São João e nada mais justo do que esta homenagem que muitas cidades nordestinas fazem a ele.

Ninguém cantou mais o nordeste do que ele; desde a Paraíba, passando pelo Ceara e indo até o sertão pernambucano onde no seu pé de serra descansou. Gonzaga foi de canto a canto no Brasil e lutou por seu povo, o sertanejo sofrido de mãos calejada que até hoje não esquece seu conterrâneo. Aos primeiros acordes da sanfona o céu se iluminara  e mostrará a estrela viva do nosso Rei do Baião. O Gibão, Chapéu de couro e sua Sanfona branca eram itens indispensáveis em guarda-roupa, estes trajes eram a cultura viva de um nordeste sofredor. Dia 22 de Junho de 2012 Limoeiro presta sua homenagem a vossa majestade Luiz Gonzaga o Rei do baião e traz para o palco a cultura viva Paulinho do Acordeom que com seus 120 baixos vai tocar a todos.em homem.hão a o Rei do Baixo.

Com a sanfona branca de seu "Lua Gonzaga" o fole vai roncar e o dois para cá dois pra lá vai ser ainda mais saudoso. Então assim será este centenário de Luiz Gonzaga comemorado em tordo nordeste.


Parte do texto extraído de:

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.