Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Ela começou como manicure aos 12 anos e aos 22 criou uma escola profissionalizante


Kauane partiu da sua experiência de vida para criar uma escola profissionalizante em Curitiba que visa mudar a vida das pessoas
Kauane: “Desejamos que os cursos preparem de verdade os alunos para o mercado de trabalho”

A história da empreendedora curitibana Kauane Sales é inspiradora. Aos 12 anos já vivenciava os sabores da independência. Foi nessa época que ela buscou se aperfeiçoar no ramo da beleza, assim, buscou os cursos profissionalizantes, caminho normalmente seguido por quem planeja o ingresso em carreiras de curto e médio aprendizado. No entanto, Kauane não encontrava nenhum curso que a capacitasse realmente na profissão. Para a empresária, faltavam orientações, mais aulas práticas e atualizações. Ela insistiu. Pendurou vários diplomas na parede até ter a ideia de oportunizar a outras pessoas cursos que realmente as fizessem se tornarem profissionais singulares no mercado de trabalho. Em 2021, o vento soprou a favor. Ela teve a oportunidade de empreender a partir de um negócio próprio e então criou a Ensait: uma escola profissionalizante que, mais do que ensinar uma profissão, como diz a agora sócia e gerente, ambiciona preparar os alunos para o mundo. “Trabalhamos com uma tríplice combinação: corpo, mente e alma”, afirma.

A ideia da Ensait, cujo nome aportuguesa a expressão inglesa insight, que significa, clareza súbita na mente, é criar cursos dinâmicos, rápidos e práticos, que capacitam o aluno, levam ele à independência financeira e até mesmo o preparam para o empreendedorismo, isso tudo em diferentes áreas. “O curso de massoterapia é o mais longo e dura só oito meses”, explica. O que o leque de capacitações ofertadas é bastante vasto: passa pelas áreas de Negócios, Beleza e Estética, Saúde, Terapias Alternativas, Tecnologia e Informática, Gastronomia, Moda e Arte e Logística e Industrial. Há cursos de profissões que estão em alta no País, como a capacitação para tatuadores e Chef de cozinha, bem como clássicos, como é o caso do curso de Corte e Costura, ambos com grande procura. A capacidade é de atender até 113 alunos. As aulas neste ano começam em março, presencialmente.

“Temos equipamentos de última geração para as aulas práticas. Além disso, nossas apostilas são atualizadas, diferente das de outros cursos que têm anos no mercado de trabalho e que são desatualizadas! Era isso o que eu encontrava, inclusive, em escolas conhecidas, famosas. Apostilas há anos defasadas. Isso não prepara ninguém”, comenta Kauane.

É diferente na Ensait também a aprovação do aluno. A escola “testa” o conhecimento do estudante a cada módulo concluído. Caso ele não atinja a nota suficiente na avaliação, precisa refazer o conteúdo avaliado. Conforme a empresária, isso evita que maus profissionais ganhem o mercado de trabalho no conhecido esquema do “pagou, levou”. “Aqui a gente faz a pessoa viver a profissão mesmo: o aluno sai amando ou odiando”, diz. Kauane criou uma escola de profissões que prepara corpo, mente e alma, com testes a cada módulo que visam preparar profissionais que façam a diferença no mercado de trabalho. No Brasil, são quase 200 cursos técnicos habilitados pelo Ministério da Educação durante ou após o Ensino Médio. Apenas em 2019, mais de 9 milhões de alunos do “terceirão” frequentavam algum tipo de curso técnico. “E a expectativa é de crescimento. A tendência é que em 2021 os números voltem ao patamar pré-pandemia”, comemora a empresária. Kauane compartilha a sociedade da curitibana Ensait com Carlos Miura.

Serviço

A Ensait fica na capital. Para saber mais, acesse https://ensait.com.br/ ou ligue para (41) 9 9102 6099.

Postar um comentário

0 Comentários