Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Startup digitaliza a relação entre pequeno varejista e indústria



A Praso nasceu para transformar o pequeno varejo com tecnologia. Fundada por jovens empreendedores e apoiada pelos melhores fundos de investimento do planeta, o lançamento acontece na HFN – Hotel & Food Nordeste, no Centro de Convenções de Pernambuco, de 3 a 5 de novembro.


Uma plataforma de software de ponta que aproxima o pequeno varejista da indústria. Esse é o propósito da startup Praso, criada por jovens empreendedores com foco inicial no mercado de bares, restaurantes e hotéis e que está sendo lançada na terceira edição da HFN – Hotel & Food Nordeste, no Centro de Convenções de Pernambuco, de 3 a 5 de novembro. “Desenvolvemos uma solução para transformar o processo de compras de um pequeno varejista com tecnologia, simplificando os problemas enfrentados nas transações B2B. Queremos que um pequeno varejista tenha acesso a condições cada vez melhores, tornando-se competitivo com os gigantes”, explica o fundador da Praso, Samuel Carvalho. 


A startup foi fundada por jovens talentos em junho deste ano. Com 19 anos, Samuel Carvalho é o CEO e acumula passagem relevante pela Stone, empresa listada na bolsa de valores Nasdaq de Nova Iorque. Ele ingressou na Universidade de Stanford (EUA) aos 16 anos, onde frequentou os cursos de Ciência da Computação e Economia como bolsista do programa de líderes da Fundação Estudar, fundada pelo empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann. Outros dois fundadores são Eduardo Nadelman, 27 anos, um dos primeiros sócios da Stone, e Fernando Bilfinger, 22 anos, também bolsista de Lemann com curso de Ciência da Computação na Universidade de Yale (EUA) e passagens por Facebook e Hashdex.  Logo entraram no time João Luís Guedes, 23, estudante de Engenharia no ITA e com experiência no mercado financeiro de São Paulo, Daniel Hecht, 31, com passagem pela Stone, e Rodrigo Castellari, 29, engenheiro aeronáutico pelo ITA, com MBA pela Universidade de Berkeley (EUA) e passagens por iFood e McKinsey. 


A Praso já nasceu grande e com perspectiva de crescimento ultra-rápido. A empresa atraiu alguns dos melhores fundos do mundo para participar de sua rodada de financiamento inicial, liderada pela Base Partners, que também investiu em Zoom, TikTok e Nubank. Outros investidores são Arena Holdings, gestora de Cingapura fundada por Feroz Dewan (ex-sócio da Tiger Global), um membro da família Queiroz Jereissati, acionista da Minalba Brasil e da Solar Coca-Cola, e sócios da Ribbit Capital, um dos maiores fundos de fintech do mundo. “Levantamos U$ 3 milhões através do que o mercado americano chama de seed round para crescer no Nordeste ao longo desses próximos meses. A gente brinca que é bairrista: somos próximos das nossas raízes e queremos crescer na região de onde viemos, começando por Pernambuco”, revela o recifense Samuel.


Segundo ele, a Praso é um negócio que envolve tecnologia e dados para oferecer vantagens em preço, prazo de entrega e prazo de pagamento para os pequenos varejistas. “A tese do negócio vem de conseguir conectar essas pontas, a indústria e o pequeno varejo, oferecendo um canal de distribuição mais digital para a indústria e uma nova maneira de comprar para os varejistas. À medida que um varejista começa a comprar em nossa plataforma, nós aprendemos rápido, o que nos permite ir oferecendo prazos de pagamento mais longos a cada compra. Iremos resolver os problemas de nossos varejistas do balcão para dentro, começando pelo setor de contas a pagar”, explica. 


O site www.praso.com.br é uma plataforma única destinada apenas a pessoas jurídicas – por enquanto, ao varejista da área de hospedagem e de alimentação fora do lar.  Oferece quase tudo que o pequeno varejista precisa com preços convidativos e transparentes. “Conseguimos dinamizar a cadeia, dar celeridade às entregas, estender o prazo de pagamento e fazer com que o pequeno varejista não gaste tempo e dinheiro administrando vários fornecedores. A gente repete sempre que nossa missão é transformar qualquer pequeno negócio em uma startup”, explica Samuel Carvalho.


A Praso tem um centro de distribuição em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, e estoque dos principais produtos com entrega em até 1 dia útil. “Focamos na RMR, já temos vários clientes na plataforma e queremos nos consolidar aqui e crescer para outros estados e categorias. Temos uma meta de chegar, até o começo do ano que vem, em mais cidades do Nordeste e do Brasil. Vamos revolucionar a gestão do pequeno varejo da América Latina, independentemente de onde ele esteja”, projeta Samuel Carvalho.

Postar um comentário

0 Comentários