Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Drive Thru da Coleta movimenta Praça do Horto Florestal



Dando continuidade ao projeto Limoeiro Terra Limpa, a Prefeitura Municipal de Limoeiro promoveu na última quarta-feira (24) e na última sexta-feira (26), na Praça do Horto Florestal, em parceria com a Faculdade de Ciências Aplicadas de Limoeiro (Facal), a Cooperativa de Reciclagem (COORPAR) e a empresa limoeirense KDK, o Drive Thru da Coleta. As pessoas que participaram do evento ganharam uma muda para plantar em suas residências e concorreram a um sorteio de baldes de tintas da KDK.

A ação coletou materiais recicláveis, tais como papelões, garrafas pet, vidros, alumínio, latinhas, ferros, metais, cobres, papéis, plásticos e eletrônicos, para a coleta seletiva, de modo a fortalecer a COORPAR. A Cooperativa de Reciclagem de Limoeiro é formada por trabalhadores do antigo lixão do município, desativado no último dia 10 de novembro. A desativação do lixão obedece ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a PML e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Presidenta da COORPAR, a catadora Maria Rosângela Barbosa destacou que a gestão municipal tem valorizado o trabalho da entidade. “Estamos fazendo este grande evento para que as pessoas se conscientizem a juntar seus resíduos secos. Nossos profissionais estão comprometidos a coletar esses materiais”, garantiu.


Foto: Luís Francisco Prates/Prefeitura de Limoeiro
A professora Cristiane Regina, apoiadora da causa, pontuou outra utilidade dos materiais recicláveis. “É muito importante juntar garrafas e latinhas, porque tudo isso, além de ajudar a Cooperativa, também pode confeccionar brinquedos”, lembrou.

Uma das profissionais que estiveram na linha de frente do Drive Thru da Coleta, a coordenadora do curso de Administração da Facal, Andréa Travassos, sublinhou que a população deve continuar separando seu lixo seco. “Essa ação é muito importante, porque ela marca a necessidade da coleta seletiva. Depois dela, a população deve continuar separando o seu material. Plástico, papelão, papel, vidro, alumínio e eletrônicos são os materiais a serem coletados pela COORPAR”, disse.

O prefeito Orlando Jorge enalteceu o trabalho realizado pelas secretarias da administração pública municipal. “Todos nós, da gestão municipal, estamos envolvidos neste projeto para convencer a população de que é preciso tratarmos a nossa cidade com respeito e com dignidade. Estão envolvidas nesse projeto as secretarias de Meio Ambiente, Infraestrutura e Serviços Públicos, Saúde, Educação e Esportes, Desenvolvimento Social e Cidadania, e Defesa Social e Trânsito”, afirmou.

Além da busca por materiais recicláveis na cidade, existe a opção de entregar o dinheiro na sede da COORPAR, lembra o vice-prefeito José Barbosa Neto. “A sede funciona no antigo prédio da Fonsistur, próximo à Academia da Saúde do Bairro João Ernesto e ao antigo prédio da Durabem. As pessoas podem se dirigir à Cooperativa para levar seus resíduos secos. É uma causa muito importante para a cidade e para o nosso meio ambiente. Precisamos cuidar da natureza pensando nas gerações futuras”, apontou.

O secretário de Assuntos Jurídicos, Emerson Marques, recordou as iniciativas da gestão para dar visibilidade aos catadores “Essa ideia faz parte de um plano de governo que foi tratado diretamente com a população de Limoeiro. Identificamos e cadastramos as mais de 30 pessoas que trabalhavam em condições insalubres no antigo lixão. Ajudamos a formar a Cooperativa e fornecemos equipamentos de proteção individual aos catadores”, destacou.

Por sua vez, a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Flávia Melo, lembrou a sanção do projeto que oferece auxílio financeiro aos trabalhadores da COORPAR, o Bolsa Catador. “Os 35 catadores foram capacitados e incluídos nos programas sociais da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania. Eles já estão aptos e dispõem de todos os documentos para receber a Bolsa Catador, que será um suporte mensal de 400 reais neste primeiro momento”, enfatizou.

O secretário de Defesa Social e Trânsito, Cleidson Canel, orientou a população sobre a participação dos catadores no trânsito do município. “Pedimos aos munícipes para dar toda a atenção aos trabalhadores da Cooperativa. Quando eles estiverem com as carroças nas ruas, fiquem a um metro e meio de distância, a fim de evitar algum acidente de trânsito com alguma lesão”, concluiu.

Foto: Thiago Cavalcante/Prefeitura de Limoeiro

Postar um comentário

0 Comentários