Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Governo de Pernambuco anuncia novas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19




O Governo de Pernambuco anunciou, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (23.09), novas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19. A partir da próxima segunda-feira (27.09), estão autorizados eventos culturais, shows e bailes com até 2,5 mil pessoas e a presença da torcida nos estádios de futebol com 20% da capacidade do local ou 2,5 mil torcedores, o que for menor. As novas medidas foram possíveis devido à queda nos indicadores da pandemia. A coletiva contou com as presenças dos secretários André Longo (Saúde), Ana Paula Vilaça (executiva de Desenvolvimento Econômico) e Rodrigo Novaes (Turismo e Lazer).

Nos dois casos, será necessário que 90% dos ingressos sejam destinados às pessoas que completaram o esquema vacinal, seja com as duas doses ou com a dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Os shows poderão ser realizados até 1h da madrugada, com duração de até sete horas. “A nova flexibilização não abrange área de dancing, mas será permitido ficar em pé utilizando a máscara”, explicou a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, acrescentando que a máscara só poderá ser retirada quando se estiver consumindo comida ou bebida. Ainda segundo a secretária, em novembro, a capacidade do público será de 5 mil pessoas ou 70% da capacidade, o que for menor.

Já os eventos corporativos, colações de grau, aulas da saudade e os cultos ecumênicos poderão ser realizados com capacidade máxima de 2,5 mil pessoas ou 80% do local, o que for menor. 

“O uso da máscara permanecerá obrigatório, desde que não se esteja consumindo comida ou bebida. Os participantes também deverão permanecer sentados, mas poderão ficar em pé, desde que estejam usando máscara”, ressaltou Ana Paula.

Cinemas, teatros e circos vão seguir a mesma regra de capacidade dos eventos corporativos. A única diferença é que esses últimos vão poder funcionar das 9h à 1h da madrugada. “Igrejas e atividades religiosas seguem a mesma capacidade e os protocolos imunizantes. O que muda é o horário de funcionamento, que será de 5h à 1h da madrugada”, acrescentou. Já os eventos sociais e buffets poderão funcionar em todo o Estado das 8h à 1h da madrugada, durante todos os dias da semana. A capacidade máxima poderá chegar a 2,5 mil pessoas ou 50% do local, o que for menor.

Também a partir da próxima segunda-feira haverá novas medidas para o funcionamento dos bares e restaurantes. Esses estabelecimentos poderão aumentar a capacidade de clientes para 80% do local com até 15 pessoas por mesa e distanciamento reduzido para 1 metro. “Esses estabelecimentos também vão poder funcionar até 1h da madrugada, mas continuará proibido o espaço de dança”, reforçou Ana Paula. Academias de ginástica e similares estão autorizadas a aumentar a capacidade dos aparelhos de cárdio de 70% para 80%
 

Dados Epidemiológicos – O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que as medidas de flexibilização no Plano de Convivência anunciadas nesta quinta-feira só estão sendo possíveis graças às ações de proteção, adoção do cuidado pela população e, fundamentalmente, ao avanço da vacinação em Pernambuco. 

“Cada vez fica mais claro que as vacinas, além de extremamente seguras, são peças-chave para superarmos o vírus. Esta pandemia só será vencida, e, consequentemente, só poderemos retomar integralmente todas as atividades, quando a maioria de nossa população estiver vacinada. E vacinada com o ciclo completo”, disse.

Com relação à análise da Semana Epidemiológica 37, encerrada no último sábado (18.09), apesar de uma oscilação nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), Pernambuco continua com queda em todos os demais indicadores da pandemia. Segundo André Longo, o aumento nos casos de Srag pela terceira semana consecutiva indica a presença de outros vírus e outros agentes, além do novo coronavírus.

“Como a positividade para Covid-19 está baixa, esse aumento não tem tido rebatimento nos casos graves da Covid-19, que não tiveram aumento nas últimas semanas. E, como sempre deixamos claro, a análise do cenário epidemiológico nunca é feita com base em um único número, mas sim em uma série de dados. E os demais indicadores permanecem em queda”, afirmou.


Em relação à solicitação de vagas de UTI, a Central Estadual de Regulação Hospitalar registrou 270 pedidos na semana 37 (12 a 18/09) o que representa uma queda de 7% em relação às semanas 36 (05 a 11.09) e 35 (29.08 a 04.09). Com isso, o número de pacientes internados em leitos de terapia intensiva segue em queda no Estado. Na semana passada, o quantitativo estava entre 410 e 415 pacientes recebendo assistência especializada. Já hoje, são cerca de 400 pacientes internados em leitos de UTI na rede pública de saúde.


Foto: Hélia Scheppa/SEI

Postar um comentário

0 Comentários