Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Pernambuco registra menor patamar de casos graves suspeitos de Covid-19 desde o início da pandemia



O Governo de Pernambuco anunciou, nesta quinta-feira (05.08), que o Estado registrou o menor patamar de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) desde 15 de março de 2020, quando foi identificada pela primeira vez a transmissão comunitária da Covid-19. Esse índice – que corresponde a todos os casos de hospitalização com suspeita de contaminação pela doença – foi constatado na semana epidemiológica (SE) 30, entre os dias 25 e 31 de julho. Por conta desses indicadores positivos e da desaceleração da doença, foram divulgados hoje novos avanços no Plano de Convivência a partir da próxima segunda-feira (09.08).

De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, ao todo foram identificados 497 casos de SRAG na SE 30. Em comparação com a semana 29 (17 a 24 de julho), houve uma redução de 18%, quando foram registrados 609 casos, e de 30% em relação à semana 28 (11 a 17 de julho), com 715 hospitalizações. Segundo a Secretaria de Saúde (SES-PE), o menor número de casos de SRAG já registrado no Estado até agora foi de 543, entre os dias 8 e 14 de novembro de 2020.

O anúncio dos números e dos avanços foi feito durante coletiva da imprensa, realizada pela primeira vez de forma híbrida, com a presença de jornalistas no Palácio do Campo das Princesas e também transmitida pela internet, possibilitando a participação de veículos do interior do Estado. De acordo com André Longo, atualmente, a rede pública de Saúde tem 590 pacientes internados em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI), menor patamar registrado em 2021 e o mais baixo desde o final de outubro do ano passado.

Apesar da redução nos números, o secretário alertou que a população precisa continuar com os cuidados, como o uso correto da máscara e a higienização das mãos. “Reforço que os indicadores positivos são frutos de um esforço coletivo, que não pode ser colocado em risco pelo descuido e pela falta do senso de coletividade de alguns. Enquanto o vírus continuar circulando em nosso Estado, teremos que manter os cuidados para evitar o contágio. Se não quisermos enfrentar uma nova onda com aumento nos casos graves e nas mortes, que vão impor a necessidade de novas restrições, precisamos reforçar as medidas de prevenção”, frisou Longo.

Vacinação – Ainda de acordo com o secretário, no último informe técnico do Ministério da Saúde o Governo Federal se comprometeu a reorganizar a distribuição das doses das vacinas contra a Covid-19 no País, compensando, gradualmente, os quantitativos de imunizantes enviados de modo complementar para Estados com maior contingente populacional de grupos prioritários já vacinados, igualando o processo de imunização em todo o território nacional sem benefícios ou prejuízos para populações de alguns Estados, em detrimento de outros.

Plano de Convivência – Ainda durante a coletiva, a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, anunciou os novos avanços no Plano de Convivência com a Covid-19. A partir da próxima segunda-feira (09.08), todas as atividades econômicas poderão funcionar até meia-noite, em qualquer dia da semana. Além disso, haverá ampliação para 70% da capacidade total de ocupação dos serviços de alimentação, como bares e restaurantes.

Eventos corporativos, cinemas, teatros e circos também poderão funcionar com 70% do público, com a condicionante de que o total não ultrapasse o limite máximo de 300 pessoas. “Essa mesma lógica vai valer para as colações de grau, aulas da saudade, cultos ecumênicos e igrejas. Enquanto isso, os eventos sociais avançam para 50% da capacidade do local ou o limite máximo de 100 pessoas, o que for menor”, explicou.

Em relação ao distanciamento mínimo, a secretária executiva informou que passará a ser de um metro em salões de beleza, clínicas, colações de grau, aulas da saudade ou cultos ecumênicos, eventos corporativos, escolas, construção civil, academias, escritórios comerciais, centros comerciais, feiras de negócios, igrejas e parques temáticos. Também foi anunciado que os grupos musicais poderão atuar, a partir de segunda-feira, com até cinco integrantes e utilizando quaisquer instrumentos. No entanto, a permanência de pessoas em pé e a demarcação de pistas de dança seguem proibidas.

Foto: Hélia Scheppa/SEI

Postar um comentário

0 Comentários