Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Pandemia eleva o consumo de cerveja no Brasil




O mercado de bebidas alcoólicas está comemorando os números e a expansão dos negócios, mesmo com bares e baladas fechados. Dados divulgados pela Euromonitor indicam que 2020 foi o melhor dos últimos seis anos no setor. O ano terminou com um total de 13,3 bilhões de litros de cerveja vendidos, com um total de 68,6% dos brasileiros consumindo a bebida em suas casas.

“Antes os brasileiros tinham o hábito de consumirem cervejas mais populares nos bares e restaurantes, e, com o isolamento, as pessoas descobriram que o universo das cervejas especiais é muito vasto, com isso decidiram experimentar cervejas com rótulos diferenciados, expostas na gôndola do mercado ou nos aplicativos de delivery”, explica Scott Ashby, fundador da cervejaria Ashby.

As marcas passaram a investir em duas frentes para ganhar a atenção do consumidor. A primeira e mais importante atuação foi em relação ao sabor, agregando elementos únicos para que a bebida seja facilmente identificada. Em seguida, elas passaram a explorar o marketing e os rótulos adesivos das garrafas com características próprias para atrair a atenção dos PDVs. A alta demanda abriu as portas para o surgimento de novas cervejarias, descentralizando a produção comercial, antes restrita a poucas marcas.

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Brasil tem hoje 1.383 cervejarias registradas, com crescimento de 14% no comparativo de 2019 para 2020. O mercado dobrou de tamanho desde 2017. Pela primeira vez, também, todos os estados brasileiros possuem pelo menos uma fábrica. O único estado que não tinha, até então, era o Acre. Mas com o surgimento da Seringal Bier, em Rio Branco (capital do Acre), agora os acreanos já contam com uma cervejaria local.

*Foto EBC

Postar um comentário

0 Comentários