Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Dia do Comerciante: celebrar olhando para o futuro



O dia 16 de julho comemora o Dia do Comerciante. Porém, desde o início da pandemia, as celebrações foram amornadas pelo abre-fecha frequente do comércio e desafios para manter as vendas nesse cenário. Mas ainda há muito para o comerciante festejar nesse dia – e talvez a melhor forma seja se preparando para o futuro.

É verdade que ainda está sendo um período de grandes desafios, mas principalmente de descobertas, adaptações e transformações. As dinâmicas de consumo mudaram e, se o comerciante quer se manter no páreo, ele deve não apenas ir até o cliente (e não o cliente ir até ele, como antigamente), mas conhecê-lo. Atendimento personalizado e tecnológico serão os principais aliados do varejo físico na volta da população às ruas.

A importância do PDV

Mesmo com o crescimento do e-commerce, as lojas físicas continuam sendo vitais para o varejo. O PDV não é mais um simples display de produtos e pode oferecer diversas opções de consumo – agora, a loja deve ir além do seu objetivo central de vender presencialmente e se transformar em uma experiência para que os clientes. A ideia é permitir que os consumidores interajam com os produtos e com a marca presencialmente, mas também apoiar outros pontos de contato, como ser um ponto de retirada de pedidos feitos on-line (trazendo ainda mais conveniência para os clientes), ser um hub de distribuição de produtos para os clientes nas imediações (reduzindo os custos de última milha e o tempo de entrega) e até mesmo um ponto de coleta de dados para aumentar a oferta de soluções personalizadas.

Para que tudo isso seja possível, a loja física precisa abraçar o novo. Aquele ponto de venda tradicional, de pouca tecnologia e incapaz de interagir com os clientes, se tornará obsoleto. É preciso adotar tecnologias de conectividade para impulsionar o relacionamento com os clientes.

Relacionamento personalizado

Apenas entregar o produto certo para cada cliente não é mais suficiente. O consumidor quer um relacionamento personalizado e, com as inúmeras possibilidades de canais de contato, como as redes sociais, e-mail, WhatsApp, e-commerce e lojas físicas, a jornada de consumo está se digitalizando mais a cada dia. O cliente quer interagir com a marca da maneira como achar mais conveniente: uma pesquisa da Opinion Box, 69% dos brasileiros estão dispostos a pagar um preço maior por um produto ou serviço se a empresa oferecer uma boa experiência.

O comerciante que quiser prosperar precisa personalizar seu relacionamento com o cliente – e isso vai muito além de chamar o consumidor pelo nome. É, por exemplo, apresentar promoções específicas para cada cliente, de acordo com o perfil de consumo e jornada de compra de cada um. A personalização gera relevância, pois o cliente economiza tempo e ganha confiança em marcas que entendem o que é mais importante para ele.

Todas essas transformações já estão acontecendo e mostram como o varejo está disposto a se adaptar aos novos hábitos do consumidor. Ainda não se sabe como vai ser a volta total do comércio físico no “pós-pandemia”. Mas, o importante é estar preparado para atender e conquistar o cliente, que está mais exigente e digital do que nunca, e espera encontrar lojas alinhadas com seu novo momento de vida. Para celebrar esse Dia do Comerciante, nada melhor do que atrair e fidelizar novos clientes no seu negócio.

Samara Carvalho | Account Executive

Postar um comentário

0 Comentários