Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Siemens mostra a transformação digital nas indústrias de processos em evento online




A Siemens aproveita a realização do Achema Pulse 2021 para demonstrar como a combinação dos mundos real e digital capacita as indústrias a agir de forma versátil e sustentável. Para o evento digital que será realizado nesta terça (15) e quarta-feira (16), a companhia vai levar seu portfólio Digital Enterprise cujas tecnologias combinam o mundo real com o mundo digital, possibilitando soluções para simulação, processos virtuais, acesso remoto e conectividade, além de apresentar ofertas de serviços para transformação digital.

Esses diferenciais são imprencindíveis para esse momento de desafios urgentes que as indústrias estão enfrentando. Em particular, a pandemia da Covid-19 transformou padrões de demanda e cadeias de suprimentos globais praticamente da noite para o dia. Ao mesmo tempo, regulamentos e normas específicas do setor estão criando novas condições para a produção. Dessa forma, a digitalização e automação proporcionadas pelas soluções da Siemens são as alavancas para dominar essas mudanças. As soluções de IoT industriais podem explorar os dados resultantes para garantir uma vantagem competitiva, uma vez que a análise inteligente, a compreensão e utilização dos dados permite que as empresas adaptem seus processos mais rapidamente às mudanças de requisitos.

"A Achema Pulse é uma ótima oportunidade para fornecer informações aos nossos clientes e obter insights sobre como podemos implementar a transformação digital juntos. Haverá uma ênfase especial nas indústrias farmacêutica e química, e estamos ansiosos  para compartilhar nossa expertise nessas áreas", diz Eckard Eberle, CEO da Siemens Process Automation.

Para as empresas da indústria Farmacêutica, vencer a corrida contra o tempo é agora mais importante do que nunca. A Siemens está ajudando essa indústria a acelerar suas configurações de produção com a ajuda da digitalização e automação. Um exemplo é a empresa de biotecnologia BioNTech SE, com sede em Mainz, que converteu uma instalação existente em Marburg para a produção da vacina Covid-19 em tempo recorde com a ajuda da Siemens. Por meio da colaboração com a Siemens e com a equipe de especialistas em Marburg, o cronograma do projeto para a conversão das instalações existentes para a produção de vacina mRNA foi reduzido de cerca de um ano para cinco meses, sendo que a implementação de partes-chave do novo Sistema de Execução de Manufatura (MES) foi reduzida para dois meses e meio.

No futuro, o gêmeo digital pode ser cada vez mais utilizado no desenvolvimento de vacinas. A empresa global de saúde GlaxoSmithKline (GSK) está colaborando com a Siemens e a líder de transformação digital Atos para digitalizar seu processo de desenvolvimento e produção de vacinas usando o gêmeo digital. Como primeira aplicação para testes, as três empresas desenvolveram um gêmeo digital de prova de conceito especificamente para o desenvolvimento e fabricação de tecnologias adjuvantes. Utilizando modelos mecânicos e inteligência artificial (IA), os parceiros desenvolveram um modelo híbrido para simular e monitorar o processo.

Sendo assim, o gêmeo digital vincula os parâmetros do processo à qualidade do adjuvante, com os sensores e a tecnologia analítica de processo (PAT) alimentando a solução com as informações necessárias para prever a qualidade do produto. Qualquer desvio da qualidade ideal é antecipado e faz com que o gêmeo digital atue nos parâmetros do processo e os retifique para satisfazer as especificações de destino. Em uma próxima etapa, a GSK deve trabalhar com a Siemens para apoiar sua visão de estabelecer e introduzir novos gêmeos digitais para todo o processo de desenvolvimento de vacinas. Assim, os gêmeos digitais do produto, produção e desempenho serão ligados juntos.

Na indústria Química, os maiores desafios residem no fato de que as plantas devem funcionar de forma confiável e segura. O "Siemens Digital Worker" é um conceito que permite à equipe operacional digitalizar e automatizar o trabalho no campo usando tecnologias de ponta, como Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR). Essa abordagem apoia o usuário na digitalização dos fluxos de trabalho em fábricas de processos e no processamento sem papel, promovendo acesso remoto graças à documentação eletrônica, informações de acesso e orientação por dispositivos inteligentes.

Nesse contexto, a empresa de produtos químicos especializados Lanxess  continua impulsionando a digitalização em suas fábricas. Nos próximos três anos, a companhia introduzirá operações móveis e manutenção. Em um primeiro passo, cerca de 400.000 listas de verificação de operações e manutenção baseadas em papel usadas a cada ano serão substituídas por equivalentes digitais e preenchidas em tablets. Para isso, a Siemens usa o software Moby.Check que é executado em tablets e pode ser controlado usando os comandos de teclado ou voz. O Moby.Check tem um conceito operacional flexível que permite que os usuários criem checklists de produção, manutenção e manutenção em seu PC – sem qualquer trabalho de programação ou treinamento com antecedência. Além do processamento mais eficiente, a taxa de erro da transmissão manual pode ser reduzida e a documentação simplificada.

O Siemens Digital Worker apoia a transformação de fluxos de trabalho analógicos para digitais e também pode explorar o potencial do gêmeo digital no campo. Aplicações baseadas em IA contribuem para maior disponibilidade da planta através da detecção precoce de anomalias. E o planejamento de manutenção preditiva significa que paralisações e trabalhos de manutenção de rotina são evitados.

·Como uma oferta específica para as indústrias Química e de Petróleo & Gás, a Siemens oferece não apenas os motores à prova de explosão da série Simotics XP,mas também motores da série Simotics SD para ambientes sem risco de explosão na versão Chemstar. Eles são equipados com opções específicas de produtos químicos pré-configuradas. Ambas as séries de motores, disponíveis com opções, operam de forma confiável e eficiente, mesmo em condições extremas e oferecem todos os certificados relevantes.

· Modularização como chave para atender aos novos requisitos com facilidade

Para atender às demandas de ciclos de inovação curtos e adaptações a novos portfólios de produtos, os sistemas devem ser rápidos e fáceis de expandir. O pré-requisito para isso são interfaces padronizadas e entre fornecedores para a configuração eficiente, comunicação e integração de plantas modulares. Uma interface deste tipo é definida no MTP (Module Type Package). Este protocolo define o aspecto da tecnologia da informação dos modelos de processos ou seções de plantas de forma que eles possam ser facilmente integrados em uma solução de automação abrangente como, por exemplo, o sistema de controle de processos baseado na Web do Simatic PCS. Os módulos são montados para formar um processo global, facilitando seu monitoramento e controle.

Na Achema Pulse, o exemplo da cooperação entre a Siemens e a Merck demonstrará como uma planta de produção modular baseada em MTP minimiza o esforço de engenharia e permite adaptações rápidas e versáteis de processos.

· "Como parte da transformação digital, novas tendências estão surgindo no setor de processos, que estamos impulsionando com nossas soluções e inovações", explica Eberle. "Consideramos o 5G uma das tecnologias mais importantes no contexto industrial de IoT. Isso significa que podemos transferir dados de forma rápida e confiável sobre poderosas redes de comunicação para exatamente onde são necessários. Isso torna as plantas de produção mais flexíveis, autônomas e eficientes", comenta o executivo, citando entre as soluções o Scalance MUM856-1, o primeiro roteador 5G industrial da Siemens.

Com sua conectividade sem fio, o robusto Sitrans MS200 Multisensor forma a base de hardware para a coleta de dados de vibração e temperatura em componentes do sistema mecânico. Através de uma conexão Bluetooth, os dados são enviados para o portal industrial Sitrans CC220, onde são criptografados antes de serem transmitidos de lá para a nuvem. O Sitrans SCM IQ tem um recurso de detecção de anomalias que é baseado no aprendizado de máquina. Ele monitora e analisa constantemente todos os valores dos sensores e detecta rapidamente quaisquer desvios do estado operacional pretendido
 
·Através do aplicativo, anomalias no comportamento da planta podem ser documentadas para distribuição imediata para alertar um grupo predefinido  de usuários. O sistema Sitrans SCM IQ é composto por multisensores, gateway e app, e pode ser usado em todas as plantas industriais com componentes mecânicos ou rotativos do sistema. Programado para estar disponível a partir do verão de 2021, permite que dados não utilizados anteriormente de dispositivos de campo sejam usados para a identificação preventiva e prevenção de falhas iminentes de dispositivos com antecedência, reduzindo assim os custos de manutenção e evitando tempos de inatividade não planejados.

"Nossa oferta não só atende aos requisitos de nossos clientes, como também constitui uma contribuição para a sustentabilidade", enfatiza Eberle, reforçando que a Siemens oferecerá sessões sobre os temas de reciclagem química e sustentabilidade durante a Achema Pulse.

Postar um comentário

0 Comentários