Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

LBC volta a 3 Lagoas e Bengala em grande estilo




Bom dia, boa tarde ou boa noite, recebe nosso fraternal abraço onde quer que você esteja. Hoje é domingo pé de cachimbo, o cachimbo é ouro, bate no touro, o touro é valente, bate na gente, a gente é fraco, cai no buraco, o buraco é fundo, acabou-se o mundo e é com essa poesia que damos as boas vindas a você que veio até nosso blog ler mais uma edição do já famoso Diário de Bordo do LBC. Hoje vamos contar as aventuras dos Meninos e Meninas do LBC que desde 2008 pedalam por prazer. O dia começou um pouco frio e só uma bom pedal para esquentar a temperatura. Falando em pedal o dia dos ciclistas começou logo cedinho com os bons dias no grupo WhatsApp já dando o clima de como seria a pedalada deste domingo de sol frio. Não demorou muito para que todos estivessem reunidos no cartão postal da Princesa do Capibaribe, nossa amada, Praça da Bandeira. 

Foi na Praça que a galera reunida decidiu para onde ia e a sugestão do dia foi 3 Lagoas, passando por Bengala em Passira, Ribeiro do Mel e enfim chegar a Limoeiro. As primeiras fotos já foram tiradas na Praça e com ela a turma já tinha ideia de que haveriam mais e mais fotos durante o pedal, afinal eles iriam passar perto da Serra da Passira e por lá a paisagem é super linda. Logo de inicio já foram subidas e descidas que só Morro Alto tem. O cachaçaria estava fechada e por isso a turma não pode vislumbrar ou degustar as bebidas que lá são ofertadas aos visitantes. Em três lagos se via muito bem as belezas da Serra da Passira, serra essa que pertence a nossa cidade irmã Passira a Terra do Bordado Manual. Em meio a tantas subidas e descidas foi chegado a hora de parar para se hidratar. No ensejo da parada a turma comeu bolinho de bacia, queijo de coalho e para beber uma geladíssima Cajuína que ajuda e muito a repor as energias. Após o lanche da manhã a galera seguiu rumo a Bengala.

Foi no trajeto para Bengala que a corrente da bike de Márcia se rompeu e ela quase ficava a pé, mas nosso suplente de garageiro, Augusto, resolveu o problema em meio a muita pressão psicológica causada por Poline que reclamou da falta de Bartô, o garageiro oficial nomeado pelo grupo. Após a corrente ser concertada e tudo está no seu lugar Graças a Deus, a turma seguiu rumo a Bengala. O ar puro do interior é muito bom e isso ajuda a limpar os pulmões. acho que deve ser por isso que o LBC prefere mais estradão que asfalto, Com pouco movimento na estrada a turma subiu e desceu as ladeiras bem de boa. Aquela parada básica na igreja de Bengala para tirar fotos não faltou e foi lá que eles deram mais uma descansada na matéria um pouco cansada e fadigada por conta do sol já forte e diferente do inicial que contamos neste Diário de Bordo. Rever bons e velhos amigos faz bem e nesse pedal isso aconteceu com duas paradas para rever as boas amizades. Após matar a saudade dos amigos a turma seguiu rumo a PE-95 sentido Limoeiro. 

Afim de evitar a volta pedalando unicamente pelo asfalto a turma decidiu cortar caminho pelo Rio Capibaribe e sair em Ribeiro do Mel, onde lá pegaram mais estradão. A travessia do Rio Capibaribe foi bem legal e descontraída, pois tinha bikeiro torcendo para que alguém caísse na água e proporcionasse um vídeo hilário para por no grupo. Para infelicidade de alguns e alegria geral da nação não houveram quedas no rio e todos saíram de lá ilesos. Após passar por um trecho de estradão, a galera pegou o asfalto e seguiu rumo a Limoeiro para dar por encerrado a trilha de hoje (domingo, 23). Assim ficou registrado neste Diário de Bordo, mais uma aventura dos membros do LBC que desde 2008 pedalam por prazer. Até domingo que vem se assim Deus quiser. Tenham todos uma excelente semana e se cuidem. 











Postar um comentário

0 Comentários