Propaganda

Últimas Notícias

Vai dar Peru no Museu Poço Comprido (Vicência) dia 16 de janeiro (sábado) às 15 horas

Cumprindo o itinerário das cidades pernambucanas no ano anterior, exceto Taperoá, na Paraíba, terra do autor, Recife, Carpina, Surubim, Serra Talhada, Triunfo, João Alfredo, Sanharó, Buenos Aires, São Benedito do Sul, Gravatá , Poção e Olinda a peça teatral ”O Peru do Cão Coxo”, continua em 2019 na estrada a comédia assinada pelo dramaturgo Ariano Suassuna e produção do Centro de Criação Galpão das Artes, natural de Limoeiro, agreste de Pernambuco.

Segundo Flávia Suassuna, sobrinha de Ariano que acompanha a montagem teatral limoeirense, afirmou agradecendo “ por fazerem de suas vidas um laboratório de ressurreição de Ariano e por permanecerem firmes, apesar das dificuldades, ofertando àquelas pessoas não só lazer, mas também cultura. Lá de cima, ao lado de Compadecida, Ariano deve estar feliz e satisfeito. Ele manda dizer que esses tempos de trevas passarão, e que nós estamos no caminho certo.”

Na trama escrita pelo Mestre Suassuna, a preguiça é descortinada em um picadeiro de intrigas no Sertão de Taperoá, quando um poeta e sua esposa são alvo de uma dupla de trapaceiros. No elenco, estão Jadenilson Gomes, Charlon Cabral, Lucas Dias, Gaby Salles, Wíris Mayra, Allan Victor, Dvson Alves e Thiago Freitas. A direção de arte conta com as mãos de Thiago Freitas, enquanto o figurino, rico em retalhos, passaram pelo zelo e capricho dos costureiros Sivaldo Moura e Wellington Pereira . Na criação do cenário e direção do espetáculo, Charlon Cabral (arte educador) mais uma vez voltou à cena.

O Peru do Cão Coxo retoma a cidade de Recife agora na programação do Prêmio de Culturas Populares – Edital Selma Coco no próximo sábado dia 16 de março (sábado), sendo às 15 horas , no Museu Poço Comprido (Vicência), com acesso gratuito.
Outras informações importante sobre o Galpão das Artes:


O Centro de Criação Galpão das Artes inicialmente em 2008 conquistou o Prêmio Pontinhos de Cultura – Ministério da Cultura. Em seguida em 2013 conquistou também em processo seletivo via edital o Prêmio Ponto de Memória pelo IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus e Ministério da Cultura pela pesquisa e mapeamento referente aos brinquedos populares tradicionais em Limoeiro e região agreste setentrional. E desde o dia 22 de setembro de 2018 a respectiva instituição passou a ser Ponto de Cultura pelo reconhecimento do Ministério da Cultura via Edital Prêmio Culturas Populares – Prêmio Selma do Coco – Edição 2018.


Contato: Fábio André - produtor cultural - 81. 99739.6207 / 99684.0567 - TIM

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.