Propaganda

Últimas Notícias

LBC faz trilha repleta de aventuras com anjos ao redor



Bom Dia, Boa Tarde ou Boa Noite, onde quer tu vá, sempre estarás lá e é por isso que nós do LBC estamos aqui para lhe dar boas vindas com esta introdução sem pé nem cabeça. Vamos deixar de lorota e começar o Dário de Bordo de hoje que vai contar as aventuras dos Meninos do Limoeiro Bike Clube. Nosso dia começou como de costume, o WhatsApp tocando desesperadamente com aquele Bom Dia maroto dos membros que sempre se acordam cedo até demais. Após o alarme programado pela Cortana, Siri, ou Google Assistant despertar a galera se arrumou e partiu para o local de encontro, onde lá decidiram a trilha do Domingo. O inicio do percurso se deu pela já eternizada PE-90 que é ponto de partida para uma boa parte dos pedais rurais feitos pelos grupo. Após passar pelo trecho da PE-90 (Gameleira), a galeria deu aquela curvada bacanuda e seguiu pela estrada da fazenda Sérgio Guerra. O ar puro da manhã e a boa conversa gradou em cheio a todos que continuaram pedalando Rumo ao Cedro e depois voltando para Sérgio Guerra. Epa pera aí indo e voltando para o mesmo lugar, que coisa doida. Vamos explicar; Márcia tirou seu Smartphone para tirar aquela self experta e depois guardou ele, mas na verdade ela tinha pensado que guardou, pois quando chegou no Cedro se deu conta de que não estava com seu Smartphone e foi aí que voltaram para a fazenda Sérgio Guerra, mas não acharam o celular. 

Ela ficou nervosa, mas quando tudo parecia perdido a TIM deu sinal de vida e o destemido cavaleiro, ou melhor, Bikeiro, Wallace conseguiu ligar para o número da Márcia e algém atendeu; Bingo! foi um anjo, ou melhor, uma pessoa conhecida que achou e guardou o telefone. O jovem Daniel, casado com uma prima de Wallace, foi o responsável por achar o celular e o devolver. Após o caso ter sido resolvido a galera seguiu novamente rumo ao Cedro, mas precisamente rumo ao Sítio Feiticeiro. Falando em Feiticeiro, seria até legal que aparecesse um para ajudar os membros do LBC, pois após o problema com Márcia, foi a vez de Zé Edson apresentar um problema. No caso dele não foi o celular que sumiu, mas sim a corrente da Bike que partiu e não teve como concertar. A solução foi o segundo anjo que apareceu e ajudou a turma conseguindo uma corda para que a bike fosse rebocada até um ponto seguro. Pela bike ter dado essa bronca em Feiticeiro a solução mais aceitável e acatada  por todos foi a volta a fazenda Sérgio Guerra, afinal subir ladeiras com uma bike sendo puxada por corda não e lá coisa que se faça e mesmo tendo dois homens de bike (1 rebocando e outro dando apoio moral) puxando a bike guiada por uma mulher, isso não iria dar certo. 

Reduzindo a conversa: o trajeto foi: Limoeiro Sérgio Guerra-Cedro-Sérgio Guerra-Feiticeiro-Sérgio Guerra-Limoeiro. Pense numa trilha enrolada e repleta de doideiras. Na roda de conversa do domingo, não tivemos filhos ou maternidade como no pedal passado mais o velho Johanne Barronius, ou em bom velho português, João Barrão (melhor não pergunta o por quê do Barrão) que falou sobre diversos assuntos e dentre eles Renneh, Descartes, Revolução Francesa e outros temas que comprova que a velha guarda do LBC também é pura cultura. A pesar de todos os acontecimentos a trilha foi realizada com seus 31,2 KM e suas 2 horas de pedal. Apesar do susto a galera curtiu a trilha e após os fatos aqui narrado, restou a lembrança compartilhada por meio das fotos que foram postadas no WhatsApp e também em nossa Página no Facebook.

Confira as fotos deste pedal top











Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.