Propaganda

Últimas Notícias

A trilha do retorno em grande estilo



Mais domingo e nós prontos para pedalar. Celular apita, pois o alarme esta tocando nós convidando a sair da cama para se arrumar. Essa é nossa rotina e não vai mudar por muito tempo. Nosso relógio biológico já está habituado e já fazemos por livre e espontânea vontade. A trilha de hoje foi rumo a Morro Alto sentido Feira Nova com parada no Bar do Pé Manga e chegada a Limoeiro. Escrevendo assim parece ser algo fácil e de muita moleza, mas só sabe quem está no batente subido ladeiras em meio a um sol que ora esquentava ora sumia. Pegamos diversas ladeiras que oscilaram entre grandes descidas e piores subidas. Tivemos para esta trilha duas gratas surpresas; a volta de Leo Livramento e a entrada de Zé Eldes ao grupo. Não houve torturas para o iniciante que de iniciante não tenha nada, afinal ele realizou a trilha com uma bike simples e sem marcha ou qualquer aparato tecnológico. 

Ele se mostrou bastante forte e passou confiança no que estava fazendo. O jovem já era velho conhecido da turma e por isso ele estava praticamente em casa. Além dos dois citados acima, tivemos as presenças de João Oliveira, Poline Silva, Bartolomeu Junior e Márcio Wanderley. Todos fizeram um bom pedal e nivelaram a pedalada entre forte e mediana. A parada na barraquinha para comer bolo de bacia e tomar aquela velha e saborosa cajuína não pode faltar e foi o que fizemos, demos uma parada para repor as energias e depois seguimos rumo à Feira Nova. Ainda enfrentávamos problemas com o estradão que tinha poeira demais e as subidas que eram grandes, mas nada desanimou o grupo que continuou pedalando firme e forte. A chegada ao Bar do Pé Manga em Feira Nova foi tranquila e lá os ciclistas puderam degustar um delicioso cuscuz regado à carne de variados sabores. Também foi servido arroz, macaxeira e para beber tivemos uísque, Coca-Cola e suco de maracujá, afinal a comida “entala” muito. 

 Após comermos e o “safado” do Poline arrecadar o dinheiro nós seguimos rumo a nossa cidade natal. Vocês podem até esta se perguntando por que chamamos Poline de safado, aí nos explicamos; Ele é o mais espertinho de todos e sempre arrecada um valor acima do esperado. Ele é “Ó Cara”. Nossa volta pela PE50 foi sossegada e houve trechos da pista que o velocímetro chegou a marcar mais de 50 km por hora. No de Márcio foi registrado velocidade de 50 km por hora e a velocidade média dele foi de 12.9 km com 2 horas e 41 minutos de pura pedalada. A distância total foi de 34.9 km bem distribuídos entre subidas, descidas, retas, asfalto e terra planejem. A temperatura foi de 31º graus, mas com sensação térmica de 34º graus. Nosso dia hoje foi show e a trilha super legal. Aqui encerramos nosso diário de Bordo. Domingo se assim Deus quiser estaremos mais uma vez juntos. Boa semana a todos e até lá. Para encerrar deixo uma musiquinha para todos;

Em nosso pedal tem  Ousadia e Alegria. A nossa trilha é melhor a cada dia. Cheio de estilo na pressão vamos com tudo. Só espalhando ousadia pelo mundo.



Confira mais algumas fotos de nossa trilha.













Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.