Propaganda

Últimas Notícias

Com um a menos, Santa Cruz vence Sport e conquista tricampeonato



O Santa Cruz assegurou o terceiro título seguido do Campeonato Pernambucano, neste domingo, com a vitória por 2 a 0 sobre o Sport, na Ilha do Retiro. Apesar de ter atuado com um jogador a menos durante o segundo tempo, a equipe coral não deu chance ao rival.

Como vencera também o primeiro jogo, no Arruda, o Santa precisava apenas de um empate na casa do oponente para levantar o troféu, mas preferiu não correr riscos e fez o resultado positivo. Já o Sport, que precisava da vitória em casa para forçar o terceiro jogo, não conseguiu segurar o rival.

Flávio Caça-Rato abriu o placar do jogo e foi expulso ainda no primeiro tempo. Já no fim do confronto, Sandro Manoel balançou as redes, garantindo pelo terceiro ano seguido um título sobre o Sport.

A partir de agora, o Santa Cruz acumula 27 títulos do Campeonato Pernambucano: 1931, 1932, 1933, 1935, 1940, 1946, 1947, 1957, 1959, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1976, 1978, 1979, 1983, 1986, 1987, 1990, 1993, 1995, 2005, 2011, 2012 e 2013.

O jogo - O Sport tentou fazer valer o mando de campo para evitar o título do rival e logo ameaçou em cobrança de falta de Marcos Aurélio, que foi defendida pelo goleiro Tiago Cardoso. Ainda no começo do jogo, o Rubro-negro passou por uma mudança, já que Cicinho sentiu lesão e foi substituído por Moacir.



Mesmo com a alteração, o time anfitrião seguiu em busca do gol. No entanto, em um contragolpe rápido, o Santa conseguiu abrir o placar e ficar mais perto do título. Aos 25 minutos, Raul fez lançamento para Flávio Caça-Rato, que recebeu nas costas da defesa e saiu livre de frente para o gol, driblando Magrão antes de chutar para as redes. Na comemoração, o jogador recebeu cartão amarelo, que custaria caro mais tarde.

A partir daí, o time de Sérgio Guedes aumentou a pressão. Assim, Tiago Cardoso teve trabalho para fazer as defesas em cabeceios de Moacir e Gabriel. Ainda melhor em campo, Felipe Menezes recebeu na direita da área e chutou cruzado, rasteiro, para acertar a trave. No rebote, Tobi tentou empurrar para as redes, mas Everton Sena salvou a equipe coral.

Antes do fim do primeiro tempo, Everton Sena sentiu lesão e precisou ser substituído por Nininho. Já aos 44, os jogadores do Santa Cruz reclamaram bastante, pois Flávio Caça-Rato dominou a bola com o braço e foi advertido com o segundo cartão amarelo, sendo expulso do jogo.

Para o segundo tempo, Sérgio Guedes tirou Felipe Menezes para a entrada de Érico Júnior, mas o Sport continuou com dificuldade para furar o bloqueio defensivo do adversário. Desta forma, no decorrer da etapa, o treinador fez mais uma tentativa, com Mateus Lima na vaga de Maurício.

Mesmo assim, o time da casa ainda levou susto. Dênis Marques exigiu defesa de Magrão em finalização e, no rebote, Renatinho pediu pênalti, mas o árbitro considerou a jogada normal.

Já aos 40 minutos, apesar de atuar com um jogador a menos, o Santa Cruz marcou o segundo gol. Sandro Manoel entrou na área, livrou-se do marcador e chutou para as redes.

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.