Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Pernambuco convoca empresas para integrar programa de habitação popular


Em encontro com representantes do setor imobiliário, o governador Paulo Câmara detalhou o edital de chamamento público, que vai habilitar construtoras a participar do Programa Estadual de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PESHIS)

 

O Governo de Pernambuco lançou, nesta segunda-feira (12.09), o edital de convocação para empresas do setor imobiliário participarem do Programa Estadual de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PESHIS). Em reunião com empresários no Sindicato da Indústria da Construção Civil em Pernambuco (Sinduscon), localizado no Recife, o governador Paulo Câmara detalhou o chamamento público, que será publicado no Diário Oficial do Estado.

 

Entre as empresas que manifestarem interesse, serão selecionadas pela Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab) as que apresentarem, até 15 de outubro, todos os documentos de habilitação jurídica, fiscal e técnica, atendendo às exigências do edital. Aquelas que forem aprovadas poderão realizar empreendimentos voltados para programas federais de habitação popular, dentro do escopo do PESHIS.

 

Regulamentado este mês, o programa estadual concederá subvenções às pessoas beneficiadas por programas habitacionais junto à Caixa Econômica Federal. O decreto assinado pelo governador assegura investimentos de R$ 50 milhões, que beneficiarão famílias com renda mensal de até dois salários mínimos. “O novo programa vai garantir, nesta fase inicial, 3 mil moradias para famílias pernambucanas. Ações como essa fortalecem políticas públicas de estado em uma área tão sensível e tão necessária que é a habitação popular”, destacou Paulo Câmara.

 

Presidente do Sinduscon, o empresário Érico Furtado destacou que a iniciativa vai incentivar a construção de habitação de interesse social. “O programa trará a dignidade do lar aos pernambucanos e também movimentará o setor da construção civil, gerando mais emprego e renda”, enfatizou.

 

Com o PESHIS, o Estado vai disponibilizar até R$ 35 mil de entrada por financiamento. No caso desse valor, o imóvel precisa custar até R$ 130 mil, tornando possível oferecer uma prestação de cerca de R$ 280 por mês. Há ainda outras faixas de subvenção, segundo a renda do beneficiário e o preço do imóvel. “Esse programa tem aspectos muito interessantes, pois resolve parte do déficit habitacional e gera empregos de forma significativa, além de aumentar a receita tributária do Estado” ressaltou o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi-PE), Avelar Loureiro Filho.

 

Também participaram da reunião os secretários estaduais Décio Padilha (Fazenda), Tomé Franca (Desenvolvimento Urbano e Habitação) e Marcelo Bruto (executivo de Planejamento e Gestão); o presidente da Cehab, Bruno Lisboa; além do vice-presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco, José Antonio Simón, e de representantes do setor imobiliário.

 

Fotos: Aluisio Moreira/SEI

Postar um comentário

0 Comentários