Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Com fim de frete grátis, Shopee realiza demissões em massa

 

Shopee demite ao menos 50 funcionários e outros 100 prestadores de serviços;M ovimento acontece após mudanças na política de frete grátis. Empresa faz parte do conjunto de companhias que têm demitido em massa.


A Shopee, plataforma de comércio eletrônico, demitiu ao menos 50 funcionários nesta semana e outros 100 prestadores de serviços temporários, da empresa de RH GiGroup, que atuavam em um centro de distribuição de Barueri. A companhia tem cerca de 1,5 mil trabalhadores no Brasil

As demissões foram informadas no site Layoffs Brasil, que aponta o desligamento de funcionários de empresas e startups, e divulgadas pelo Estadão. O movimento acontece depois que a empresa encerrou sua política de frete grátis irrestrito para os consumidores.


Em maio, a gigante de Cingapura aumentou o valor mínimo para dar descontos no frete. O carrinho precisava ter mais que R$ 29 em compras, sendo que antes bastavam R$ 20. Isso, no entanto, valia apenas para produtos com o selo "Frete Grátis Extra". Quando os itens em questão não têm a etiqueta, os cupons de desconto na entrega só são válidos em compras acima de R$ 59 (antes, era R$ 50). O cupom permite poupar até R$ 20 no valor do frete.


A mudança na estratégia fez com que diversos consumidores criticassem a Shopee nas redes sociais. Segundo o Estadão, o frete grátis para todas as compras ajudou a ampliar a base de clientes, mas se mostrava insustentável a longo prazo. A empresa também sofre críticas por ser supostamente conivente com a venda de produtos importados sem cumprir todas as taxas e requisitos legais no país, mas nega a acusação.


Posicionamento

Ao Canaltech, a Shopee disse que as demissões “são ações rotineiras e periódicas que fazem parte do negócio” e destacou as medidas que tem adotado para expandir sua atuação no Brasil. Veja abaixo:


"Em pouco mais de dois anos no Brasil, a empresa já tem mais de 2 milhões de vendedores brasileiros registrados, reforçando seu compromisso com o desenvolvimento do empreendedorismo local, e mais de 1.500 colaboradores no país. Para suportar sua expansão, a Shopee inaugurou, em abril deste ano, seu segundo escritório, que ocupa quatro andares de um prédio no Largo da Batata.


A sede da companhia fica na Av. Faria Lima, também em São Paulo, reforçando seu investimento na economia local e crescimento da plataforma. Atualmente, a Shopee está com mais de 100 vagas abertas, o que fortalece diferentes áreas da economia. A empresa, sediada na cidade de São Paulo desde 2019, destaca que cumpre toda a legislação local, inclusive o pagamento de impostos. Sobre as movimentações de colaboradores são ações rotineiras e periódicas que fazem parte do negócio. A Shopee mantém sua estratégia e comprometimento com o Brasil".


A Shopee faz parte das empresas que adotaram as demissões em massa nos últimos meses. A Ebanx também desligou cerca de 20% do quadro de trabalhadores e outras diversas startups seguiram o mesmo movimento, como Facily, Kavak, Vtex, Favo, QuintoAndar, Loft, Olist, Mercado Bitcoin, Zak, Bitso, TGroup, Sami e Sanar.


Via Yahoo Finanças

Postar um comentário

0 Comentários