Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Apoio de Suape ao Paço do Frevo beneficia comunidades do território do complexo


A parceria pretende fomentar o setor artístico do Estado e difundir a cultura do genuíno ritmo pernambucano entre os moradores da região

Em mais uma iniciativa em apoio à retomada cultural em Pernambuco, após a paralisação do setor em consequência da pandemia da covid-19, o Complexo Industrial Portuário de Suape é um dos patrocinadores do projeto “Vivências através do Frevo”, idealizado pelo Paço do Frevo, localizado no Bairro do Recife, na capital pernambucana. Entre as contrapartidas, estão previstas atividades nas quais os participantes vão ter a experiência viva do ritmo pernambucano por meio de diversas manifestações artísticas. Moradores das comunidades localizadas no território de Suape vão ser beneficiados com a parceria, ao longo dos próximos meses.

Além de fomentar a produção cultural, promovendo eventos que geram lazer para a população e renda para os profissionais envolvidos, o objetivo da parceria é inserir as comunidades do território estratégico de Suape nas experiências oferecidas pelo equipamento cultural, um dos mais genuínos de Pernambuco. A programação contempla, ainda, visitação guiada com apoio pedagógico ao Paço do Frevo, vivências de danças e ações de impacto social fora do museu.

Para o diretor-presidente de Suape, Roberto Gusmão, o apoio cultural ao Paço do Frevo está alinhado com as boas práticas de governança corporativa da empresa. “Estamos contribuindo com a retomada cultural no Estado e ajudando um setor que emprega milhares de pessoas que foi seriamente afetado pela pandemia. O frevo é patrimônio imaterial do nosso país e a iniciativa de Suape objetiva fortalecer atividades que fomentem a economia pernambucana e o desenvolvimento sustentável”, pontuou.

“O Paço do Frevo se sente honrado em receber o apoio cultural de Suape. Além de ser um grande potencializador da economia do nosso Estado, Suape é uma instituição com um olhar interessado em fomentar a cultura pernambucana e o acesso do público a ela”, declara a gerente-geral do Paço do Frevo, Luciana Félix.

O projeto traz o conceito “museu de experiências” e faz parte da Escola Paço do Frevo. As práticas têm duração de 20 minutos, possibilitando aos participantes, além da visita ao espaço, o contato direto com o ritmo por meio de suas expressões artísticas. Direcionada para todas as idades, a atividade se apresenta como uma mini-aula de frevo, na qual são exibidas vivências de experimentação artística, musical e dança. 

Referência Internacional

O Paço do Frevo é reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como centro de referência em ações, projetos, transmissão, salvaguarda e valorização de uma das principais tradições culturais do Brasil, o frevo. Patrimônio imaterial pela Unesco e pelo Iphan, o ritmo pernambucano é um convite à celebração da vida, por meio da ativação de memórias, personalidades e linguagens artísticas, que, no Paço do Frevo, encontram seu lugar máximo de expressão, na manutenção de ações de difusão, pesquisa e formação de profissionais nas áreas da dança e da música, dos adereços e das agremiações do frevo.

O Paço do Frevo é uma iniciativa da Fundação Roberto Marinho, com realização da Prefeitura do Recife, por meio da Fundação de Cultura Cidade do Recife e da Secretaria Municipal de Cultura, e gerenciamento do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG).  Por meio da Lei de Incentivo à Cultura, em atuação do Governo Federal e do Ministério do Turismo, o projeto conta com vários patrocinadores e apoiadores.

Postar um comentário

0 Comentários