Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Recife recebe monólogo "Eu Não Sou João Caetano" inspirado no patrono do teatro brasileiro


O espetáculo, que busca representar os desafios do artista brasileiro, de forma cômica e dramática, será encenado no Espaço Cênicas, localizado na Av. Marquês de Olinda, nº 199, bairro do Recife

A capital pernambucana será palco, entre os dias (25) sexta-feira, (26) sábado e (27) domingo, de março, do monólogo “Eu Não Sou João Caetano”. A peça, protagonizada pelo ator recifense Alexandre Guimarães, é inspirada no patrono do teatro brasileiro, João Caetano. A programação será realizada no Espaço Cênicas, localizado na Av. Marquês de Olinda, nº 199, bairro do Recife, e conta com o incentivo do edital Recife Virado, da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura, Fundação de Cultura Cidade do Recife. A entrada é gratuita. É importante apresentar o passaporte vacinal. 

O monólogo tem como proposta fazer um contraponto entre as vivências do ator João Caetano (1808-1863), símbolo do teatro nacional esquecido pela história, e a realidade vivenciada pelo próprio Alexandre, durante a pandemia de covid-19. No auge de sua carreira artística, o patrono do teatro brasileiro conviveu com inúmeras dificuldades de um tempo onde as condições eram precárias para dramaturgia no País. Apesar da adversidade imposta pela época, apenas a arte foi triunfal para fazer sua história, naquele momento, ser diferente. Levando em consideração este contexto, o artista pernambucano buscou desenvolver uma apresentação que traz seu olhar diante dos desafios de estar isolado nos últimos dois anos, em meio aos caos da maior crise humanitária de saúde pública, longe dos palcos, dos risos, alegria e emoção que é estar diante da platéia.

O espetáculo, que mistura o estilo cômico e dramático, coloca em cena o intérprete, a todo momento, refletindo sobre a solidão vivida no palco e fora dele. Ao longo da mostra, o ator toma consciência que as dificuldades enfrentadas pelos artistas, no atual momento, são as mesmas. O que separa o passado da realidade é o tempo, mas o enredo cercado de preconceito, falta de recursos, e teatros fechados, ainda prevalecem. É neste cenário que se encontra o espetáculo ‘Eu NÃO Sou João Caetano’, que promete mexer com a emoção do público. 

“Este trabalho pretende levar o olhar do público, entre momentos tensos e cômicos, para o fazer do artista e suas dificuldades. Expõe como é essa vida fora dos palcos, os dramas, os desafios de seguir trabalhando. Além disso, a peça trata do péssimo hábito do nosso país de esquecer os seus heróis”, afirma Guimarães.

Trajetória - Recifense, Alexandre Guimarães coleciona várias conquistas na dramaturgia brasileira. Destaque para os diversos prêmios nacionais com o seu primeiro monólogo O Açougueiro.  A encenação lhe rendeu o título de melhor ator, melhor monólogo e melhor maquiagem na 16ª edição do Prêmio Cenym de Teatro Nacional. O trabalho também rendeu reconhecimento de melhor ator no Festival Internacional Janeiro de Grandes Espetáculos 2016. A peça, que já passou mais de 20 cidades no Brasil, foi vista por mais de 6 mil pessoas, com temporadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Curitiba. Além do teatro, o ator já esteve em passagem especial pela TV. Participou de novelas, como A Dona do Pedaço (2019) e Malhação: Viva a Diferença (2017 a 2018); e da série Onde Nascem os Fortes (2018), todos esses trabalhos na emissora TV Globo. Atualmente é o garoto-propaganda da rede Ferreira Costa em todo o Nordeste.

Trabalhos artísticos: Os monólogos O Açougueiro e ENSJC fazem parte do projeto: Trilogia do EU. O objetivo das duas produções é fazer um mergulho com base na vida do próprio artista. O primeiro, traz um resgate de sua origem familiar através das manifestações culturais populares do sertão pernambucano. Já o segundo, busca revelar o seu ofício se debruçando sobre os bastidores de quem vive de arte no país. O terceiro trabalho (ainda sem data de estreia) será um infantil para mostrar o que vem depois e sua infinitude.

 Fotos: Lucas Emanuel.

FICHA TÉCNICA

Intérprete: Alexandre Guimarães

Encenação: Reinaldo Dutra

Dramaturgia: Wellington Júnior / Alexandre Guimarães

Plano de Maquiagem / Visagismo: Leo Thurler

Trilha Sonora: Adam Viana

Vozes Off: Paulo Roberto

Edição de vozes: Berg Oliveira / DJ Mostarda

Figurino: Leo Thurler

Fotos: Lucas Emanuel / Abyner Gomez

Vídeos: Abyner Gomez

Identidade visual: CCQ

Produção: Alexandre Guimarães Produções Artísticas

Apoio: ArtHunter Produções | Casa 136 Laranjeiras

Assessoria de imprensa: Salatiel Cicero

Serviço

O quê: Recife recebe monólogo "Eu não sou João Caetano" inspirado no patrono do teatro brasileiro 

Quando: (25) sexta-feira, (26) sábado e (27) domingo, de março.

Onde: Espaço Cênicas, localizado na Av. Marquês de Olinda, nº 199, bairro do Recife.

Horários: sexta e sábado, às 20h. No domingo, às 19h. 

Postar um comentário

0 Comentários