Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Óleo diesel foi o principal produto importado pelo Brasil em 2021, com mais de US$ 7 bilhões



Na sequência, aparecem aviões, insumos para fertilizantes, petróleo, embarcações e vacinas

Embora 2021 tenha sido um ano com problemas para o comércio exterior, as importações fecharam em alta no Brasil, com um crescimento de 23,94% em comparação com o ano de 2020. Ao todo, foram importados US$ 232.835.014.412,13 contra US$ 189.966.960.360,48, segundo dados da Logcomex divulgados no Relatório da Importação Brasileira de 2021

Dentre essa lista, alguns equipamentos foram destacados. “Podemos ressaltar o óleo diesel, aviões, insumos para fertilizantes, petróleo, embarcações e vacinas”, explica Helmuth Hofstatter, CEO da Logcomex. 

Segundo o levantamento, os 10 principais produtos importados pelo Brasil foram:

  1. Óleo Diesel - US$ 7.201.218.153,62;
  2. Aviões - US$ 6.914.067.189,94;
  3. Cloretos de Potássio - US$ 4.233.282.479,30;
  4. Petróleo- US$ 3.995.257.604,67;
  5. Embarcações - US$ 3.682.325.704,34;
  6. Vacinas - US$ 3.635.382.845,82;
  7. Turborreatores -US$ 3.482.754.046,70;
  8. Uréia - US$ 3.198.102.239,98;
  9. Diidrogeno-ortofosfato de amônio - US$ 2.989.603.633,22;
  10. Hulha betaminosa - US$ 2.610.270.262,65.

Além disso, os principais países em importação continuam sendo China e Estados Unidos, seguidos por Alemanha, Argentina e França. Quando falamos em portos e aeroportos de destino, se destacam o Porto de Santos e o Aeroporto de Viracopos. 

Sobre a Logcomex

Fundada em 2016, pelos empreendedores Helmuth Hofstatter Filho e Carlos Souza, a Logcomex é uma startup que se propõe a organizar as informações do comércio global para transformar a maneira que as empresas fazem negócios. Oferecendo produtos de automação e Big Data para todos os elos do comércio exterior, a Logcomex atua em duas frentes: inteligência comercial (informações do mercado) e automação de tarefas (com organização e centralização de informações do cliente).

Postar um comentário

0 Comentários