Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

ONGs usam tecnologia para potencializar doações voltadas ao combate da fome, educação e meio ambiente



O cenário é desafiador para as ONGs manterem o ritmo de arrecadação frente à queda do poder de consumo da população por conta da alta da inflação. Sete instituições renomadas encontraram na tecnologia uma aliada para engajar a sociedade na jornada de compra de pedidos delivery por aplicativo. As instituições Ação da Cidadania, Gastromotiva, Orgânica Solidário, Gerando Falcões, CUFA, SOS Mata Atlântica e Todos pela Educação fecharam uma parceria com o iFood que possibilita aos clientes destinarem qualquer valor por meio de um simples clique no momento de finalização da compra no app. Um gesto tão simples que já ajudou a superar os R$7,5 milhões em doações só neste ano.

Nos últimos dois anos, esse valor chega a R$14 milhões, graças aos 420 mil clientes da plataforma que se engajaram na causa. O resultado também se deve à parcerias com empresas como MasterCard, Coca-Cola, Unilever, Copagaz, Life Brasilprev e Santander. Para Gustavo Vitti, VP de Pessoas e Soluções Sustentáveis do iFood, "a empresa é a primeira plataforma do Brasil a usar o seu alto poder de alcance para aliar esforços no sentido de fazer mudanças positivas na sociedade através de doações. Assim, conectamos pessoas e instituições para quem tem o interesse de doar e quem precisa, em um movimento inovador e com grande potencial".

Recorde de doações, a ONG Ação da Cidadania foi a primeira parceira do iFood no programa de doações e a que mais recebeu recursos. A organização, criada por Betinho e sediada no Rio de Janeiro, já arrecadou um pouco mais de 1/3 do total de doações feitas pelos clientes. Isso tudo foi convertido em cestas básicas distribuídas para 2.100 instituições parceiras em todo o país, beneficiando mais de 4 milhões de pessoas. Nada menos que 107,7 mil cestas básicas ou 1.077 toneladas de mantimentos para famílias em situação de insegurança alimentar.

"A parceria da Ação da Cidadania com o iFood é de longa data. Desde 2017, a empresa apoia nossas ações de combate à fome, nos ajudando a levar alimentos para todo o Brasil, com centenas de milhares de cestas básicas distribuídas para famílias em todos os estados. Além disso, estamos construindo parcerias em projetos na área de segurança alimentar para enfrentar o drama da fome que assola o país". Rodrigo "Kiko" Afonso, diretor-executivo da Ação da Cidadania .

Como doar

O iFood criou uma nova ferramenta no seu aplicativo para tornar a prática da doação algo ainda mais simples e consolidar a contribuição de pessoas de uma forma super fácil e confiável. No carrinho, antes de fechar o pedido, em um clique no app, o cliente pode contribuir com as ONGs parceiras, com doações a partir de R$1. A iniciativa usa da tecnologia e inovação para entregar às organizações não-governamentais parceiras um altíssimo potencial de arrecadação. As causas primordiais apoiadas pelas campanhas de doação do iFood são: segurança alimentar, educação e meio-ambiente. A outra principal forma de doação pelo app do iFood é por meio do "Perfil do cliente", na seção "Doações", onde é possível escolher uma das entidades para apoiar com o valor que o cliente quiser. Acompanhe aqui o passo a passo de como doar.

iFood e o pilar de segurança alimentar

O iFood possui compromissos firmados através dos pilares de Educação, Meio Ambiente e Inclusão. Nessa esfera, a segurança alimentar se situa dentro do iFood Inclui, com iniciativas que buscam aliar a tecnologia e a união de diversas entidades com o objetivo de combater a fome. Entre os programas existentes, está o Todos à Mesa, que conecta importantes pontas do ecossistema de alimentação brasileiro para ajudar no combate ao desperdício, levando alimentos a quem mais precisa. Somente no primeiro mês, de outubro a novembro de 2021, o volume consolidado em alimento distribuído foi de cerca de 200 toneladas. A iniciativa conta com a inteligência de redistribuição de alimentos da startup de impacto social Connecting Food, rede da ONG Ação da Cidadania e participação de empresas como Nestlé, Carrefour e M. Dias Branco, além de redes locais de varejo, e possui importantes objetivos: combater o desperdício de alimentos a partir da redistribuição inteligente de alimentos excedentes, abrir discussões sobre como ampliar o marco regulatório das doações de alimentos, potencializar iniciativas de redistribuição de alimentos e convidar cada vez mais empresas a participarem do projeto.

Nesse mesmo contexto, como saída para levar alimentos de qualidade a quem mais precisa, o iFood também investe em hortas urbanas, localizadas nas cidades e acessíveis a quem mora nas zonas periféricas, onde há menor oferta de alimentos frescos. Essa é a proposta da fazenda urbana no sétimo andar da sede do iFood, em Osasco (SP), em parceria com a startup Begreen. Em uma estufa climatizada e protegida da poluição, alimentos como alface, rúcula, tomate e abobrinha são cultivados sem agrotóxicos em uma área de 950 m2. Toda a produção, de cerca de 1,7 tonelada de alimentos por mês, é doada para o Banco de Alimentos de Osasco. A horta permite levar alimentação de qualidade e impactar mais de 3.000 famílias.

Sobre o iFood
O iFood, referência em delivery online de comida na América Latina, tem 60 milhões de pedidos mensais. Há dez anos no mercado, a empresa de origem brasileira está presente também na Colômbia. Atua junto aos parceiros com iniciativas que reúnem inteligência de negócio e soluções de gestão para os cerca de 270 mil restaurantes cadastrados em mais de mil cidades em todo o Brasil. O iFood conta com importantes investidores, como a Movile, líder global em marketplaces móveis, e a Just Eat, uma das maiores empresas de pedidos online do mundo. Recentemente foi lançado o iFood News, portal de notícias do iFood que promove temas da atualidade como Nova Economia e conteúdos sobre as curiosidades do negócio, cases de sucesso dos parceiros além da abordagem de tendências e inovação do segmento.

Postar um comentário

0 Comentários