Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Celebração da Consciência Negra contará com oficinas, mostra gastronômica, apresentações culturais e exposição gratuita



Evento é realizado no  Museu Comunitário Poço Comprido, Zona Rural de Vicência, na Zona da Mata Norte, em parceria com Governo do Estado, por meio dos recursos do Funcultura. Público pode prestigiar a programação a partir de terça-feira (16) até a sexta-feira, (20) de novembro -  Dia da Consciência Negra

As comemorações alusivas ao Dia da Consciência Negra, no Museu Comunitário Poço Comprido, Zona Rural de Vicência, têm início a partir da próxima terça-feira (16), com encerramento oficial no dia 20.   Este ano, a programação traz várias ações culturais,  como oficinas, seminários, exibição de filmes, mostra gastronômica e apresentações de grupos de cultura popular.  

Desde 2008, o evento é realizado no local. A proposta é enaltecer a história e a produção dos artistas negros da região da Zona da Mata Norte, interior de Pernambuco.  Este ano, o evento traz como tema: “Porque a arte nos faz viver e nos enche de esperança” - como forma, também, de celebrar a retomada das atividades culturais do museu, que ficou por quase dois anos sem atendimento ao público por conta da pandemia. 

Serão cinco dias de atividades, incluindo a primeira exposição permanente voltada à temática racial, que será instalada no museu, e também circulará por escolas da cidade. Trata-se da mostra “As memórias afro-brasileiras”, que busca retratar fatos vividos pela população negra no século XVI e XIX, na região do Vale do Sirigi, localizadas entre as cidades de Vicência (Mata Norte) e São Vicente Ferrér ( Agreste Setentrional).  A iniciativa tem a curadoria dos professores, pesquisadores e produtores culturais, Joana D’ Arc Ribeiro e Uenes Gomes. 

Entre as atividades oferecidas estão as oficinas de artesanato da fibra da bananeira, ministrada pelas artesãs do Ponto de Cultura Poço Comprido; e também de dança-afro com o Mestre Meia-Noite.  A primeira delas têm como público-alvo os idosos,  e estudantes de escolas públicas da localidade. 

Na programação, uma diversidade de ritmos, sons, movimentos e artistas locais, regionais e internacional.  Entre eles, o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, Assisão e o Coco Raízes de Arcoverde,  de cidades do Sertão pernambucano. Também participar o Maracatu Raízes de Pai Adão, do Recife, entre outros.  Há, ainda, apresentação híbrida do grupo africano, Grupo Netos de Bandim da Guiné Bissau, da África, que promete abrilhantar a festividade. 

Entre as atividades, também está prevista a realização do Seminário: “Respeito não tem cor, tem consciência”. Encontro terá a participação especial de Vera Baroni, feminista e ativista negra dos direitos humanos. A iniciativa é realizada pela Prefeitura de Vicência, por meio da Secretaria de Assistência Social, com apoio da Associação Filhos de Vicência (AFAV). É necessário realizar inscrição (https://forms.gle/dF89ccmJuxe2EDtV8)

Escolas, instituições sociais, culturais, entre outros, que quiserem aproveitar para conhecer o museu, vão poder contar com visitas guiadas. De terça-feira, 16 até o dia 17, é cobrado uma taxa social, de R$10. Na sexta-feira, 19, a visitação será gratuita. Para agendar, basta entrar em contato com a responsável Joana D’Arc Ribeiro pelo telefone: (81) 9 9798.7117.

Além disso, o evento abre espaço para gastronomia local e regional, com com receitas, pratos e delícias da cozinha afro, de origem da Zona da Mata e região. O cardápio é assinado pela chef e consultora em gastronomia, Andrea Hunka. Produções artesanais, de artistas da cidade e do entorno, vão integrar as atividades culturais, durante os dias da programação, em uma feira de artesanato. 

Uma das novidades desta edição da festividade da Celebração da Consciência Negra, é atrair o público interessado em acampar no Museu Poço Comprido. Experiência que une conhecimento, cultura e turismo. Neste caso, é necessário pagar taxa de R$40, que equivale a cinco dias de atividades.   Agendamento pode ser feito pelo telefone: (81) 9 9638.2471. 

Dia da Consciência Negra - é celebrado em todo o território nacional, dia 20 de novembro. Evento tem como objetivo lembrar às lutas do negro Zumbi dos Palmares, morto por lutar contra a escravidão no Nordeste. A programação tem como proposta refletir sobre a importância dos negros na sociedade, elecando o protagonsimo do povo afro-brasileiros, que ainda tem que conviver com o preconceito e violência racial.

*Museu Poço Comprido * - é um equipamento cultural oitocentista e remanescente do século XVIII.  Desde de 2004, quando foi restaurado, a Associação dos Filhos de Vicência (AFAV) tem feito a gestão do espaço, com articulação de captação de recursos, atuando nas ações de políticas culturais de ocupação cultural do museu. Graças ao empenho da comunidade local e de instituições parceiras, vem conseguindo manter-se conservado, possibilitando a participação popular através das formações e dos eventos de cultura popular, educação patrimonial e cultura negra. O museu também é ponto de cultura, ponto de memória, e tem registro no IBRAM. Em 2004, abriu as portas oficialmente para visitação turística, sendo um dos principais produtos turísticos da região da Mata Norte, divulgando a história da “civilização do açúcar” de forma internacional, onde anualmente recebe cerca de cinco mil visitantes, entre nacionais e internacionais.


Serviço

O quê: Celebração da Consciência Negra contará com exibição de filmes, mostra gastronomia, apresentações culturais e exposição 
Onde: Museu Comunitário Poço Comprido, Zona Rural de Vicência, Mata Norte de Pernambuco
Quando: 16  (terça-feira) a 20 (sábado) de novembro.
Horário: 9h às 17h
Classificação: Livre para todos os públicos
Redes Sociais: Instagram; @museupococomprido

*<<<<< Programação >>>>>>* 

Datas: 16 a 20
Oficina da fibra da bananeira com as mestras Cosminha, Cida e Mazé. 
Público-alvo: Grupo de idosos do Povoado de Borracha, Zona Rural de Vicência.

17/11 - Quarta -feira

Seminário: “Respeito não tem cor, tem consciência”. Apresentação  de Vera Baroni, feminista e ativista negra dos direitos humanos.
Local: Auditório Frei Caneca, instalado dentro do Museu Poço Comprido.
Horário: 9h

18/11 - Quinta-feira

Encontro Afro Mirim
Horário: 13h30 
Público-alvo: Alunos da Creche Maria de Lourdes Monteiro, e do Centro Educacional Mãos de Luz, Vicência. 
15h - Apresentação cultural Mamulengo Flor Mimosa, de Vicência. 

19/11 - Sexta-feira

8h30 - Mostra Gastronômica afro-brasileira.
9h30 - Apresentação cultural Cacá Violeiro em um bate-papo “Discutindo racismo”, com  grupo “Sankofa” da Escola de Referência Padre Guedes, Vicência. 
10h30: Seminário” As memórias afro-brasileiras do Vale do Siriji”. A mediação é da produtora cultural, Joana D’ Arc Ribeiro. Já a apresentação é do pesquisador, professor, Uenes Gomes. 
12h30 - Entrega dos certificados do s cursos “Vale do Siriji e seus remanescentes engenhos de açúcar” e “Dança afro: identidade nossa”
15h - Visita guiada pelo Museu Comunitário Poço Comprido.
20h - Apresentação cultural do Maracatu Leão da Floresta de Vicência.
20h30 - Apresentação cultural híbrida do Grupo Cultural Netos de Bandin.
21h - Apresentação cultural do Coco Raízes de Arcoverde.
22h-  Apresentação cultural da Ciranda Bela Rosa, do Mestre Bi, de Nazaré da Mata. 

20/11 - Sábado ( Dia da Consciência Negra)

9h - Cortejo do Maracatu Nação Raízes de Pai Adão, do Recife.
20h - Show cultural do Baixinho dos Oito Baixos.
21h - Grupo Xaxado Cabras de Lampião
22h -  Toadas de Pernambuco
23h - Maciel Salú
00h - Assissão. 

Postar um comentário

0 Comentários