Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Ciclistas do LBC fazem pedal do bate e volta entre Limoeiro, Lagoa do Carro, Lagoa de Itaenga e Feira Nova com retorno a Princesa do Capibaribe


Bom dia, boa tarde ou boa noite, onde você estiver sinta-se abraçado por nós que fazendo o 1º clube de ciclismo da Terra do Coronel Chico Heráclio, o Limoeiro Bike Clube. Nós pedalamos por prazer desde 2008 e assim continuamos com os meninos e meninas do ciclismo. Em nosso Diário de Bordo de hoje (domingo, 10) vamos contar como foi o pedal do bate e volta entre Limoeiro, Lagoa do Carro, Lagoa de Itaenga e Feira Nova com retorno a Princesa do Capibaribe. Ainda na tarde e noite do sábado a turma já se planejava e convidava a todos para uma aventura épica neste domingo de sol. Quando o alarme do smartphone disparou a turma tratou logo de se levantar e dar o cordial bom dia no grupo do WhatsApp para confirmar que a aventura iria começar. Por volta das 5:20 a turma já estava toda reunida e pronta para decidir onde seria a a trilha. Após alguns minutos de sugestão a maioria acatou por aceitar o bate e volta entre Limoeiro, Lagoa do Carro, Lagoa de Itaenga e Feira Nova com retorno a Princesa do Capibaribe. A PE-90 foi a companhia dos primeiros KM rodados pelos ciclistas que já conheciam bem o lugar e seus perigos causado pela falta adequada de um acostamento. 

Alguns KM depois das palmeiras em Campo Alegre eles adentraram rumo estradão para chegar a Barragem de Lagoa do Carro e dar aquela conferida no nível de água do reservatório. Lá eles tiraram fotos e apreciaram o mirante que lá foi construído para visitação dos turistas. O bom bate-papo não faltou e eles falaram de todos os assuntos. A boa música não faltou e o som de hoje foi regado a músicas dos anos 80, dance music e no final um som maneiro acústico só com rock de primeira qualidade. O clima bem típico do sertão com folhas secas e sol castigador contribuiu para aumentar a dificuldade do pedal que não foi das maiores. Entra em um lugar, sai em outro, sobe uma ladeira, desce outra, assim era o caminho dos cliclistas aventureiros que saiam as vezes perguntando a população local se o caminho tinha saída ou como chegar a tal lugar. Sem internet o GPS não ajudou e apenas as pessoas da localidade puderam dizer algo de concreto. Ao avistar as margens da PE a turma já se animou, pois sabia que o caminho estava certo.

Falando em caminho, uma das rotas escolhido pelos ciclistas foi adentrar na cidade de Feira Nova e assim eles fizeram, mas não foram muito longe, ficando apenas na entrada da cidade e parando para tomar um saborosos caldo de cana com uma deliciosa coxinha. Após comerem e descansarem um pouco a turma pegou a bike e seguiu pela PE-50 seu caminho de volta rumo a Limoeiro. A PE-50 sem um acostamento digno para os ciclistas ou até mesmo sem ele, dificultou um pouco a vida dos que pedalavam, pois o medo de acidente sempre vem a tona, tendo em vista que há ladeiras e a velocidade das bikes aumentam e com isso o medo de acidente também cresce. Como os bikeiros do LBC já são acostumados com este trecho da PE-50, eles contornaram bem as dificuldades e seguiram seu caminho tranquilo rumo a Terra do Coronel mais famoso da região. O sol sem dar trégua seguiu imponente lá céu deixando a temperatura quente que só a gota serena. Foi enfrentando o mormaço e o quenturão que os cliclistas chegaram as suas casas são e salvos colocando mais uma pedal para a conta do Strava e para livro de suas vidas. Assim contamos hoje em nosso Diário de Bordo mais uma aventura dos meninos e meninas do LBC. Tenham todos uma excelente semana e até nossa próxima aventura. Fiquem com Deus e se cuidem!















Postar um comentário

0 Comentários