Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Mills divulga resultados crescentes e avança em ações para geração de valor



A Mills (MILS3), empresa de locação de equipamentos certificada pela GPTW como uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil, divulgou nesta quinta-feira ao mercado os resultados do segundo trimestre de 2021 (2T21). A Companhia, que comemora 69 anos de fundação no dia 28 de agosto, obteve uma receita líquida no trimestre de R$ 172,4 milhões (crescimento de 75% em relação ao 2T20), um Ebitda Ajustado de R$ 61,9 milhões (crescimento de 201% em relação ao 2T20) e um lucro líquido de R$ 19,9 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 12,5 milhões apurado no segundo trimestre do ano anterior.

“Mesmo com os desafios proporcionados pela economia brasileira e a pandemia da Covid-19, a Mills obteve expressivos resultados de recuperação, o qual demostra, mais uma vez, a solidez da empresa”, diz Sérgio Kariya, presidente da Mills. “Estamos preparados para acompanhar a retomada do País e crescendo ainda mais, seja de forma orgânica, com a abertura de novas filiais e expansão da base de clientes, seja de forma inorgânica, através de M&As", complementa.

Adicionalmente ao bom resultado do 2T21, a Mills divulgou o pagamento máximo de juros sobre capital próprio e dividendos referente ao primeiro semestre do ano e, ainda, a aprovação do seu Conselho de Administração para compra de até 1.290 novas plataformas elevatórias que chegarão em 2022 e que serão aplicadas no seu crescimento, na adequação do mix de equipamentos e na renovação de parte da sua frota. Esse investimento, que tem como principais objetivos melhorar o atendimento aos clientes e ampliar a capacidade de cobertura geográfica da empresa, deverá ser de até USD 63,2 milhões, sendo que os investimentos da Companhia não param por aí.

A Mills já havia anunciado em abril a aquisição de outras duas companhias de locação de equipamentos, a SK Rental do Brasil por R$ 80 milhões (em apreciação pelo CADE) e a Nest Rental por R$ 5,1 milhões, comprovando as ações voltadas também para consolidação do mercado de plataformas elevatórias no Brasil e o foco contínuo em operações inorgânicas que gerem valor para a Mills.

Esses movimentos de readequação da frota, crescimento orgânico, inorgânico e distribuição de recursos estão alinhados à estratégia de alocação de capital da Mills visando a geração de valor aos acionistas e ganharam força no 2T21, sendo possíveis devido à sólida situação de liquidez, capacidade de geração de caixa e de alavancagem da Companhia, a qual encerrou o trimestre com um caixa de R$ 361,3 milhões, preparada para os próximos desafios e oportunidades.

Para verificar os Resultados do 2T21 da Mills na íntegra, acesse o link.

Postar um comentário

0 Comentários