Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Hub de marketplaces Linx conquista certificado de excelência do Mercado Livre




A Linx, empresa líder e especialista em tecnologias para o varejo, recebeu o selo “Developer Partner Program” do Mercado Livre, líder em tecnologia e serviços financeiros na América Latina, e passa a ser a mais nova empresa brasileira certificada pelo programa. Esse reconhecimento atesta que o hub de marketplaces Linx atingiu os padrões de excelência exigidos pela plataforma para anúncio de produtos e controle de vendas.

Na prática, a certificação aponta o alto nível de qualidade do hub Linx Commerce, solução de e-commerce adaptada ao omnichannel e aos canais de marketplaces, que permite ao varejista lançar os seus produtos no Mercado Livre de forma simplificada, com ferramentas de acesso fácil para a publicação de itens, gerenciamento de pedidos, criação de catálogos, tabelas de medidas e central de promoções entre outros. Além de fazer a gestão pós-venda e de logística em todos os seus canais ativados no Mercado Livre. Tudo isso em uma única plataforma.

“O selo do Mercado Livre mostra que elevamos nossa integração em marketplaces a outro nível. Após um ano de melhorias implementadas na nossa solução, nossos clientes podem anunciar seus produtos nas principais plataformas, de forma simples, rápida e que realmente simplifica o processo e a gestão de vendas digitais”, diz Jean Klaumann, vice-presidente da Linx Digital. Essa evolução é resultado das integrações e adaptações para o marketplace do Mercado Livre; e que fez o hub completo da Linx Commerce atingir o nível de excelência exigido pelo certificado. A empresa ainda passa a ter benefícios do Mercado Livre, como acesso ao suporte diferenciado de desenvolvedores.

Para o Mercado Livre, o estímulo à certificação é uma forma de melhorar tanto a experiência dos vendedores que passarem a usar o hub de marketplaces Linx, como a experiência para os compradores. “Ter empresas com excelência na integração minimiza problemas operacionais e nos ajuda a melhorar de forma massiva; parcerias como a que temos com a Linx nos ajudam a melhorar de forma escalável”, comenta Cesar Hiraoka, Diretor de Marketplace do Mercado Livre.

Para os clientes da Linx que optarem pelo anúncio de produtos no marketplace do Mercado Livre, a experiência deve ser mais fluída e ágil, com uma tecnologia desenvolvida para vender dentro da plataforma de forma facilitada, rápida e de acordo com os padrões exigidos pela gigante de marketplace.

Plataformas integradas

Desde 2020, clientes da Linx em todo o Brasil podem usar o Mercado Livre como canal de vendas. “A integração na plataforma proporciona mais capilaridade para os nossos clientes, que podem alcançar os mais de 69,8 milhões de compradores cadastrados no Mercado Livre na América Latina com um só clique”, explica Klaumann. “Durante a pandemia, vimos um aumento significativo de busca por soluções de marketplace, consequência do momento de abre e fecha do comércio físico e isolamento social”, complementa.

A integração também traz mais funcionalidades aos clientes da Linx. Eles têm acesso a todas as funções atualizadas do Mercado Livre por meio do software integrador, cobrindo o processo completo de operações realizadas desde o recebimento do pedido no e-commerce até a entrega do produto. Além disso, os clientes Linx podem contar com todo o ecossistema do Mercado Livre, como envios rápidos no mesmo dia; com o Mercado Pontos, programa de pontuação em compras que geram benefícios; o mobile first – sistema de melhor navegação; e a compra protegida em atenção ao cliente.

“Para muitos varejistas, os benefícios da plataforma podem sanar gargalos, como o processo de entrega. Sabemos que o consumidor quer receber o produto o mais rápido possível em casa, e isso já é um fator decisivo na hora da compra. Com a estrutura logística e a entrega rápida do Mercado Livre, a expectativa da jornada de compra é atendida”, finaliza Klaumann.

Neste ano, a operação do Mercado Livre na América Latina registrou números expressivos no primeiro trimestre. Foram 27 compras por segundo, com 65 milhões de compradores, 12 milhões de vendedores, mais de 300 milhões de produtos anunciados e 533 visitas por segundo. A operação brasileira tem bastante relevância nesse cenário, com crescimento de 92% em volume de vendas, em moeda constante, com avanço sequencial de 8 pontos percentuais contra o quarto trimestre de 2020.

 

Postar um comentário

0 Comentários