Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Medidas para solucionar conflitos fundiários da Mata Sul são pautadas durante reunião nesta quarta



Em continuidade às discussões que buscam as soluções pacíficas para os conflitos fundiários na Mata Sul do Estado, o Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iterpe) participou, nesta quarta-feira (24), de videoconferência junto com comissão formada por órgãos do Governo de Pernambuco e os movimentos sociais. O principal objetivo da reunião foi tratar sobre as medidas conjuntas que visam minimizar os conflitos fundiários nos municípios de Maraial, Catende, Barreiros e Jaqueira.

Durante a videoconferência foi tratado o cronograma de trabalho que visa promover ações amigáveis a respeito aos conflitos agrários das áreas ocupadas por cerca de 3 mil famílias rurais no total, na região da Mata Sul. Dentre os imóveis rurais envolvidos nas deliberações de forma pacífica, estão os engenhos Fervedouro e Barro Branco, localizados no município de Jaqueira; o Engenho Batateiras, em Maraial; o Engenho Paud’ólio, em Catende, e Engenho Roncadozinho, em Barreiros.

A reunião, mediada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), contou com a participação do presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Henrique Queiroz, do secretário da SJDH, Pedro Eurico; do secretário executivo da SJDH, Diego Barbosa; do secretário de Desenvolvimento Agrário (SDA), Claudiano Martins Fillho; dos representantes da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Plácido Júnior, Gabriela Rodrigues e Bruno Ribeiro, e da presidente da Fetape, Cícera Nunes.

Junto com o presidente do Iterpe, participaram da reunião a equipe do Instituto, Bartolomeu Vieira (Jurídico); Ivison Silva (Ações Fundiárias) e Cleodon Ricardo (Monitoramento). 

Postar um comentário

0 Comentários