Propaganda

Últimas Notícias

Mulher é detida com R$ 1 mil em notas falsas em Correios de Limoeiro


Uma mulher de 21 anos foi presa suspeita de retirar R$ 1 mil em notas falsas em uma agência dos Correios de Limoeiro, no Agreste Pernambucano. Ela foi autuada em flagrante na última terça-feira (29), mas o caso foi divulgado nesta sexta-feira (1º). A prisão foi realizada por policiais federais. Eles tiveram a informação de que um suspeito não identificado teria enviado diversas remessas de cédulas falsas para várias localidades do país a partir de uma agência dos Correios de São Paulo (SP) e que uma das remessas tinha como destino a agência dos Correios de Limoeiro. 

Uma equipe da polícia foi até a agência, viu a suspeita retirando a encomenda suspeita e, ao sair da agência, realizaram a abordagem. Com a mulher, estava um envelope com 15 cédulas falsas, totalizando R$ 1.000, que teriam sido adquiridas pela internet. A suspeita recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzida para a Superintendência da Polícia Federal, no Cais do Apolo. Ela foi encaminhada para audiência de custódia, foi liberada e responderá ao processo em liberdade. A mulher disse aos policiais que as cédulas falsas não pertenciam a ela e que as recebeu para repassar para outra pessoa, que não foi identificada, e apenas manteve contato por um aplicativo de celular.

App Google Notícias/ NE10

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.