Propaganda

Últimas Notícias

Huawei lança Harmony OS, sistema operacional para competir com Android


A Huawei anunciou, nesta sexta-feira (9), o lançamento do Harmony OS, seu próprio sistema operacional de código aberto. Com o objetivo de se tornar uma alternativa para celulares da empresa com Android, o novo software também será compatível com smart TVs, smartwatches e sistemas de automóveis fabricados pela companhia. Em junho, rumores de que a gigante chinesa estaria desenvolvendo um novo sistema se espalharam, em resposta a conflitos com o governo dos Estados Unidos e outras empresas americanas. Xiaomi 'copia' recurso da Apple e cria polêmica; veja Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo A novidade contempla, inicialmente, apenas a China, sendo compatível com smart TVs, relógios inteligentes e sistemas de carros da Huawei, mas pode chegar a smartphones no futuro. De acordo com Richard Yu, diretor executivo e CEO da divisão de consumidores da empresa, o novo sistema é "mais poderoso e seguro que o Android". Ainda segundo ele, o Harmony OS pode ter características até cinco vezes mais rápidas que as do Fuchsia, sistema anunciado recentemente pelo Google. 

Entretanto, Richard Yu disse também que a companhia não pretende implementar o sistema em seus celulares neste momento. "Vamos priorizar o Android nos celulares, mas, se não pudermos usá-lo, poderemos instalar o Harmony OS rapidamente". A decisão se baseia na confiança que alguns de seus parceiros têm no sistema do Google. Nos próximos três anos, porém, a empresa pode levar o software a mais dispositivos, incluindo seus smartphones. Smartphones da Huawei podem receber o Harmony OS no futuro — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Smartphones da Huawei podem receber o Harmony OS no futuro — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Guerra comercial A Huawei confirmou que trabalha no projeto há dois anos, mas acelerou os trabalhos em 2019, possivelmente devido à disputa comercial com os Estados Unidos. Em maio deste ano, o presidente americano Donald Trump incluiu a companhia em uma lista de proibição para compra e venda de equipamentos de tecnologia de empresas dos EUA. 

A medida foi tomada com base em acusações de que a gigante chinesa estaria envolvida em esquemas de espionagem das rivais americanas. A empresa negou as acusações e, na ocasião, decidiu abrir um processo contra o governo Trump. No entanto, a atitude do presidente motivou que companhias americanas restringissem o uso de suas tecnologias à empresa chinesa. Foi o caso do Google, que chegou a suspender a licença que permitia o uso do Android e da Google Play Store. A disputa comercial entre Estados Unidos e China envolve o desenvolvimento da tecnologia 5G, que já está presente em alguns dispositivos da Huawei, como o Mate X. A briga pode ter feito a Huawei antecipar o lançamento do sistema, inicialmente chamado pela mídia de Hongmeng OS ou Ark OS. De acordo com a empresa, no caso de uma impossibilidade no uso do Android, é possível migrar os aparelhos da marca para o Harmony OS "em um ou dois dias". Desenvolvedores de aplicativos teriam que fazer algumas mudanças em seus códigos, algo que, ainda segundo a companhia chinesa, seria "muito fácil". Via XDA-Developers, TechCrunch e MSPoweruser

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.