Propaganda

Últimas Notícias

Rachel Sheherazade negocia com a CNN; rescisão com SBT prevê multa milionária


Rachel Sheherazade entrou na mira da CNN Brasil e está em conversas avançadas e bastante empolgadas com os executivos do canal, que deve entrar no ar em setembro deste ano. O maior impasse para a contratação, no momento, é a multa milionária da rescisão com o SBT, uma vez que o vínculo atual da jornalista vai até o fim de 2020. O Notícias da TV teve acesso a detalhes dessa negociação junto a fontes que trabalham na implantação do canal no Brasil e que têm abordado profissionais que atuam na frente das câmeras para darem o pontapé nas transmissões. 

Nas conversas, um dos executivos da CNN Brasil teceu inúmeros elogios à apresentadora do SBT Brasil, que se mostrou empolgada com as condições de trabalho que lhe estavam sendo oferecidas. A multa rescisória de Rachel Sheherazade com o SBT, no entanto, se tornou o maior obstáculo para a negociação. Seu atual vínculo com a emissora foi assinado em março de 2018 e é válido até dezembro de 2020. Ou seja, ela ainda tem 21 meses de estabilidade na rede de Silvio Santos. Caso ela decida interromper o acordo, precisará pagar integralmente os 21 meses de salário que receberia até o fim de seu acordo. Como atualmente ela recebe R$ 100 mil da emissora, a multa rescisória seria de R$ 2,1 milhões. A reportagem procurou Rachel Sheherazade para comentar as negociações, mas ela não respondeu as abordagens feitas por mensagens em suas redes sociais. 

O SBT também foi consultado sobre detalhes do atual contrato com a jornalista, mas não respondeu até a publicação deste texto. Um executivo da CNN Brasil, que pediu para não ser identificado, confirmou a existência da negociação com a apresentadora do SBT, mas não deu mais detalhes. O canal também está em conversas avançadas com Alexandre Garcia, que pediu demissão da Globo em dezembro de 2018.Em desenvolvimento Douglas Tavolaro, que durante dez anos foi Vice-Presidente de Jornalismo da Record, encabeça o time da CNN Brasil, e já contratou três profissionais que trabalharam com ele em sua antiga emissora: Leandro Cipoloni, Virgilio Abranches e Fabiano Falsi. Américo Martins, ex-BBC, também integra o time. Cipoloni será VP de Jornalismo, Abranches ocupará o cargo de VP de Programação e Multiplataforma, enquanto Falsi será chefe de Redação. 

Martins foi contratado para ser o VP de Conteúdo. Os três primeiros profissionais serão responsáveis pela gestão editorial e operacional do canal em todas as plataformas (TV por assinatura e internet). A CNN Brasil será um licenciamento da Turner, uma operação independente da matriz, sob o comando de Tavolaro e do empresário Ruben Menin, dono da construtura MRV. Nesta semana, executivos da CNN norte-americana se reuniram com a equipe liderada por Tavolaro para tratar de assuntos referentes à instalação da marca no Brasil, cuja sede estará situada à Avenida Paulista, em um prédio próximo ao cruzamento com a Rua Augusta.

Alp Google Notícias

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.