Propaganda

Últimas Notícias

Limoeirenses marcam presença no Homem da Meia-Noite


A noite de ontem (sábado, 02) em Olinda também foi marcada por honrarias no Calunga mais famoso do mundo. O presidente do bloco, Luiz Adolpho recebeu o prêmio Gigante Cultural, antes da saída do calunga, pelos anos dedicados ao Homem da Meia-Noite. Ainda, a madrugada deste domingo também foi de Lia de Itamaracá, Lucas dos Prazeres e Patusco, os homenageados deste ano. “Homenagem pra mim é muito importante porque deixa a pessoa viva. Eu, viva, estou vendo como foi feito. O Homem da Meia-Noite é uma tradição poderosa, respeitada. 

Eu era louca para acompanhar esse homem e agora estou aqui do lado dele”, explicou Lia, Patrimônio Vivo de Pernambuco. No ensejo do desfile que foi transmitido ao vivo muitas pessoas puderam assistir ao mais tradicional bloco de Olinda. Muitos Limoeirenses se fizeram presentes na festividade que chega aos 88 anos levando muita folia ao foliões. Para quem não sabe o bloco foi fundado em em 2 de fevereiro de 1931 pelo pintor de paredes Luciano Anacleto de Queiroz; o carpinteiro Sebastião da Silva; os encadernadores Cosme José dos Santos e Heliodoro Pereira da Silva, e o sapateiro Manoel Joaquim dos Santos (Neco Monstro). Seu hino, tanto a letra quanto a música, são de autoria do mestre Bernardino da Silva.  

O Calunga d'O homem da Meia-Noite é um dos bonecos de Olinda mais antigos. Foi criado por Benedito Barbaça, marceneiro e entalhador e pelo pintor de paredes Luciano Anacleto de Queiroz. Conta-se que Luciano, um apaixonado pela sétima arte, foi ao cinema assistir o filme “O ladrão da meia-noite”, que conta a história de um ladrão de classe, que saía de um relógio sempre à meia-noite, cada dia de um lugar diferente, causando pânico na cidade. Impressionado com o personagem do filme, Anacleto resolveu homenageá-lo ao criar Homem da Meia Noite. Tem um sorriso com um dente de ouro, traje um terno verde ou um terno branco e uma cartola branca. Carrega no braço um relógio que sempre marca o horário da meia-noite. 

O Calunga gigante pesa quase 50 quilos, com 3,50 m de altura. O Homem da Meia-Noite é uma espécie de calunga, um personagem místico do candomblé, presente no maracatu nação ou de baque virado. Durante 57 anos, O Homem da Meia-Noite foi carregado pela mesma pessoa, o bonequeiro Cidinho, que suportava o peso de quase 50 quilos e o o calor no interior da roupa de gigante, na qual a temperatura vai além dos 40°C. Desde 1989, esse posto foi assumido por Pedro Garrido. A sede do bloco ficava na Rua do Amparo, nº 31. Atualmente localiza-se em frente à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, no Bairro do Bonsucesso, no sitio histórico de Olinda.

Adaptado do App Google Notícias e Wikipedia

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.