Últimas Notícias

Está na hora de trocar meu notebook? Confira dicas para uma melhor escolha em 2018



Você tem um notebook que, há tempos, é seu parceiro nas mais diferentes situações, mas nem sempre a máquina entrega todo o desempenho esperado ou, ao menos, no nível que costumava entregar. Lentidão, travamento durante a execução de programas mais pesados e superaquecimento do laptop, entre outros problemas que colocam a paciência — e a integridade dos arquivos — à prova, são sintomas de que a saúde do PC não é mais a mesma. Tudo isso pode indicar que você deve considerar seriamente a aposentadoria do velho “parceiro” e a sua substituição por um equipamento novo. Mas como saber a hora certa de fazer a troca?

O ideal, antes de tomar essa decisão, é executar um checklist de pontos que estão diretamente ligados à vida útil do laptop. Paralelamente, alguns procedimentos, como manter o sistema operacional e os drivers sempre atualizados, ajudam a cuidar da saúde da máquina. No entanto, se os testes de paciência e as dores de cabeça tornarem-se recorrentes, aí, não tem jeito: investir em um notebook novinho em folha é a solução. Se for esse o seu caso, considere adquirir um notebook 2 em 1.

Além de possuírem grande capacidade de processamento, memória RAM e armazenamento, esses equipamentos, mais finos e leves, são bastante úteis para quem busca praticidade, pois podem ser usados tanto como um laptop comum quanto como um tablet. Porém, ao contrário dos tablets, estes dispositivos contam com o desempenho de um notebook, teclado e portas extras para conectar outros gadgets, além de trazerem bateria de longa duração. Isso tudo amplia bastante as condições de o usuário ter uma experiência mais satisfatória — principalmente quando o notebook 2 em 1 é equipado com processador Intel® Core™ de 7ª geração, capaz de proporcionar um desempenho de alto nível, com 6,8 vezes mais rapidez na conversão de vídeos Ultra HD 4K. Definitivamente, você terá feito um novo melhor amigo!



Atualização do sistema operacional

Esta é uma tarefa que todo usuário deve ter como rotineira. O próprio sistema emite um aviso sobre a necessidade de atualização do sistema operacional. Se você estiver usando o PC e não quiser interrupções, agende a atualização para mais tarde, mas não deixe de fazê-la. Isso irá facilitar a execução dos programas — que, por sua vez, também devem ser atualizados sempre que necessário. Do contrário, problemas como lentidão e travamentos tenderão a ocorrer com mais frequência, além de a máquina ficar exposta até a novos tipos de vírus e outros problemas de segurança.

Mas há casos em que é preciso trocar o sistema operacional por um mais recente. Vale dizer que instalar um novo sistema operacional sem fazer o backup dos arquivos pode implicar na perda de todos eles. Portanto, essa pode ser uma oportunidade para comprar um computador novo. Outra vantagem de contar com um sistema operacional mais recente é a integração, como alguns sistemas que transitam entre todos os dispositivos, de laptops a tablets, passando por smartphones, aumentando as possibilidade de integração para além das portas HDMI e USB, sem falar nas conexões Wi-Fi e Bluetooth.

Manutenção em dia

Além de eliminar softwares e arquivos desnecessários para não sobrecarregar o computador e deixá-lo lento, é importante limpar a memória, atualizar os drivers e cuidar do estado da bateria. Alguns programas ajudam nessa tarefa, como CCleaner (que faz a limpeza de cookies e arquivos temporários), o Driver Booster (que, entre outras funções, atualiza os drivers do PC), o Battery Care (que ajuda a monitorar a saúde da fonte de energia do computador), o Revo Uninstaller (desinstalador de programas muito útil para se livrar de softwares indesejáveis na sua máquina, principalmente aqueles que são instalados sem necessidade) e o Advanced System Care (ferramenta completa para realizar diagnósticos e limpar o PC de arquivos indesejados).

Além disso, verifique se não há muitos programas ou janelas de navegador abertos ao mesmo tempo enquanto você executa uma determinada tarefa no PC. Alguns programas, inclusive, podem estar rodando em segundo plano. Uma dica é abrir o Gerenciador de Tarefas e fechar os aplicativos que não são essenciais naquele momento. Contudo, se a máquina continuar lenta — mesmo após todos esses procedimentos de verificação, limpeza e atualização, seguidos de uma reinicialização —, pode ser mesmo que ela esteja entrando com um pedido de aposentadoria para o seu dono.

Teclado e tela sempre limpos

Manter o teclado sempre limpo e livre de poeira é fundamental para o bom funcionamento do equipamento. Você pode usar um pano macio (que não solte fiapos) e seco para isso ou, ainda, um pincel de tinta comum (também seco). No caso da tela, por se tratar de um dos itens mais caros do notebook, os cuidados devem ser redobrados. Evite, inclusive, colocar objetos sobre o laptop fechado, pois o peso pode causar danos à tela — que, se forem muito graves, podem exigir um reparo tão custoso que, aí, o melhor será comprar um novo notebook, mesmo.

Bateria tem duração limitada

As baterias não são eternas. No entanto, com alguns cuidados é possível aumentar a vida útil da fonte de energia do seu notebook. Por exemplo, evite deixar a bateria do seu laptop descarregar completamente, pois isso rouba “vidas” delas. Assim, quando aparecer o aviso na tela, ligue imediatamente o carregador na tomada. Ao contrário do que muitos ainda acreditam, atualmente, as baterias de íons de lítio não sofrem do chamado “efeito memória”, ou seja, não “viciam” se o computador ficar ligado direto na tomada. Mas, quando a bateria atinge o número de ciclos (carga e descarga) suportado, não tem jeito: é hora de trocar o dispositivo. Se você ainda encontrar no mercado um modelo que sirva no PC, tudo bem. Do contrário, é necessário trocar de computador.

Cuidado com superaquecimento

Esse é um problema a ser evitado a todo custo. Muitas vezes, usamos o notebook sem nos darmos conta da importância de manter uma ventilação adequada, no interior do aparelho e fora dele. O ideal é deixar o equipamento sobre uma superfície plana e evitar o uso sobre tecidos, principalmente na cama (cobertor) ou no sofá (almofadas). O problema torna-se crônico justamente quando o usuário passa a não ligar mais quando o notebook esquenta, já que isso “sempre acontece”. O fato é que, mais do que um problema na ventoinha da máquina, isso pode envolver a troca de outros componentes que já foram comprometidos pelas altas temperaturas. Em outras palavras, o conserto sai caro e raramente compensa.

Preste atenção também a desligamentos repentinos da máquina — eles podem ocorrer em função de superaquecimento. Trata-se de uma proteção do sistema para não queimar nenhuma peça do PC (aliás, você já sentiu cheiro de queimado vindo da máquina? Cuidado!). Então, se o seu laptop esquenta de qualquer jeito, mesmo com o uso de um cooler externo, a solução pode estar na troca do aparelho todo. O melhor é agir rápido, sob o risco de perder tudo o que estiver armazenado nele.

O PC não roda jogos mais pesados

Esse é um claro sinal de que a placa de vídeo não suporta esse tipo de jogo. No caso do notebook, não é possível fazer upgrade para uma placa de vídeo de maior capacidade. Por conta das proporções enxutas do equipamento, os componentes são soldados na placa-mãe — incluindo a placa de vídeo. Nesse caso, a saída é mesmo a troca por um novo PC, de preferência com uma placa de vídeo de 2 GB ou mais (para jogos, as dedicadas são ideais).



A boa notícia é que, hoje em dia, há uma variedade muito grande de notebooks no mercado, não é preciso investir em um desktop para obter o desempenho desejado. Isso sem falar na vantagem de poder transportar o laptop de um lugar para outro com facilidade. Em se tratando de um 2 em 1, então, aí você fica com o melhor de dois mundos, já que ele também pode ser utilizado como tablet, além de assumir outras funcionalidades e facilitar o seu dia a dia.

Ruídos? Deve ser problema no HD

Seu notebook está fazendo barulho alto e fora do comum? Pode ser um defeito no disco rígido. O problema é causado algumas vezes por desgaste do HD, que quanto mais continuar em uso mais prejuízos terá. E também pelo fato de o HD, diferentemente do SSD (unidade de estado sólido), possuir partes móveis que podem sofrer danos devido a vibrações ou quedas. Neste caso, providencie um backup de todos os seus dados o mais rápido possível e analise se os gastos na assistência compensam — geralmente, isso envolve a troca do HD — ou se vale a pena investir em um laptop novo.

Falha na inicialização ou no hardware

Outro indício de que seu computador está “morrendo” é a falha de inicialização do disco. O problema pode aparecer quando o sistema operacional começa a reiniciar sozinho ou não carrega por completo, indicando que o sistema está corrompido. É possível identificar as falhas quando um mouse para de funcionar, as entradas USB não leem um pendrive e há pixels “mortos” ou aquelas inconvenientes linhas na tela. Sendo assim, não faltam motivos para você pesquisar qual notebook 2 em 1 é o ideal para você!


TechTudo

https://www.techtudo.com.br/noticias/2017/12/esta-na-hora-de-trocar-meu-notebook.ghtml

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.