Últimas Notícias

"Jesus, o Mestre do ensino, no ensino, como Mestre"

Quando cito em minhas palestras e escritos os educadores, procuro dirigir-me não apenas aos heroicos profissionais dessa vocação, aos que realmente merecem essa deferência, contudo, àqueles que recebem de Deus (todos nós) a missão de encaminhar pela estrada correta as futuras gerações. E tantas vezes – a História está repleta de exemplos – as lições cotidianas adquiridas nos bancos escolares da existência também preparam o aluno para enfrentar os desafios de uma sociedade que chega aos estertores da postura suicida em relação ao meio ambiente.

Da Dialética da Boa Vontade: Ainda quanto aos percalços, em pleno terceiro milênio, que os docentes devem diariamente sobrepujar para viver com dignidade, veio-me à lembrança um trecho de um livro meu, Reflexões e Pensamentos — Dialética da Boa Vontade (1987), na época da dicotomia comunismo-capitalismo, em que, já naquele período, alertava: Na realidade, falta tratamento digno aos professores, que são órfãos de um sistema econômico desumano, que vigora em várias regiões do planeta. Para argumentar, podemos dizer que — onde lhes são permitidas melhores condições materiais — lhes é negado o direito de pensar, sentir e — onde não lhes é vedada a ação do raciocínio — não lhes é concedido sobreviver decentemente...

Linha educacional ecumênica: Por isso, ao longo dessas décadas, no Rádio, na TV, na imprensa e na internet, venho apresentando conceitos que pautam a linha educacional ecumênica das escolas da Legião da Boa Vontade (LBV). A Pedagogia de Deus, antevista pelo saudoso fundador da Legião da Boa Vontade, Alziro Zarur (1914-1979), da qual fazem parte a Pedagogia do Cidadão Ecumênico e a do Afeto, marca da LBV desde o seu surgimento (1950), visa à construção da criatura livre, pelo Amor, pela Verdade e pela Justiça Divinos. Consoante o Senhor da Paz, está singularizada no "Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos" (sentimento) e no "Conhecereis a Verdade [de Deus], e a Verdade [de Deus] vos libertará" (razão). Evangelho, segundo João, 13:34 e 35, e 8:32. Por que Pedagogia do Afeto? 

Porque a estabilidade do mundo começa no coração da criança. A Pedagogia de Deus significa Jesus, o Mestre do Ensino, no ensino, como Mestre. Ora, da mesma maneira que, para sobreviver, precisamos do pão de trigo, necessitamos do pão espiritual, o que desceu do Céu, o pábulo da liberdade plena, o alimento da Vida Eterna para todos aqueles que Nele confiam, pois O respeitam (Boa Nova, nos relatos de João, 6:22 a 59).

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com


Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.