Últimas Notícias

Hamilton domina corrida na Inglaterra com drama para Vettel




Piloto da casa comanda GP em Silverstone do início ao fim e vence sem ser incomodado em dia de crise de pneus no fim da prova; Massa é 10º O inglês Lewis Hamilton venceu o GP da Grã-Bretanha neste domingo (16), em Silverstone. O piloto da Mercedes não teve concorrência à altura e liderou de ponta a ponta a corrida em seu país. Esta foi sua vitória de número 57 na carreira e sua quinta na Inglaterra, empatando com Jim Clark e Alain Prost – recordistas de triunfos da corrida. Atrás de Hamilton, a disputa pelos outros lugares do pódio foi animada, com Kimi Raikkonen, Sebastian Vettel, Valteri Bottas e Max Verstappen. 

Vítima do déficit de desempenho da Red Bull, Verstappen até que tentou, mas não conseguiu se segurar na briga após as paradas e foi o quinto.  Raikkonen tinha a segunda posição até as últimas três voltas, mas acabou vendo um de seus pneus dianteiros falhar e teve que ir aos pits. Bottas se aproveitou de uma estratégia diferente (largando com os pneus macios e terminando com os supermacios) para passar por Vettel nas últimas voltas e ficar com o segundo lugar após largar de nono. Sebastian Vettel, que seria o terceiro, teve dia difícil. Seu pneu dianteiro esquerdo acabou falhando uma volta depois de Raikkonen em um ponto pior da pista, onde Vettel acabou saindo da pista. 

No fim, Sebastian foi o sétimo, após trocar seu pneu na última volta. Ele viu sua vantagem de 20 pontos reduzir para apenas um ao fim desta prova. O brasileiro Felipe Massa largou bem, e foi de 13º no grid (após o abandono de Palmer antes da largada) para décimo. O brasileiro apresentou um bom ritmo e manteve o ponto até o fim da prova, pressionando as Force Indias que terminaram em oitavo e nono.

A corrida: Na volta de apresentação, Jolyon Palmer parou com seu carro na reta do Hangar com problemas hidráulicos O piloto deixou seu carro em posição perigosa e a primeira largada foi abortada. Com isso, uma volta foi tirada da distância original da prova. Na largada, Hamilton manteve a ponta com Raikkonen em segundo e Verstappen ganhando a posição de Vettel. Hulkenberg perdeu mas recuperou o quinto lugar de Ocon. Massa subiu para décimo. Na primeira volta, os dois carros da Toro Rosso bateram na curva Becketts tirando Carlos Sainz Jr da prova e levando Daniil Kvyat aos pits. Pelo acidente, o russo foi investigado e punido com drive-through.

O Safety Car veio à pista. Na volta, o top-5 permaneceu inalterado, com Hamilton, Raikkonen, Verstappen, Vettel e Hulkenberg. Bottas passou por Ocon e Hulkenberg e assumiu a quinta posição. Ele se aproximou de Vettel e Verstappen quando os dois começaram a duelar pelo terceiro lugar. Na volta 19, o alemão foi para os boxes para tentar superar Verstappen. O piloto retornou rápido e conseguiu superar Max, que acabou tendo um delay na roda traseira esquerda. Kimi Raikkonen parou e retornou à frente de Vettel. Hamilton parou na volta 26 e retornou à frente de Bottas, continuando em primeiro.

Bottas foi o último dos primeiros a parar. O top-5 ficou Hamilton, Raikkonen, Vettel, Bottas e Verstappen. Bottas aproveitou o desgaste de pneus da Ferrari e ficou em segundo. Vettel teve que ir aos pits na última volta e ficou apenas em sétimo. A próxima etapa da Fórmula 1 acontece na Hungria, no dia 30 de julho. Confira abaixo como ficou o resultado final da corrida.



Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.