Propaganda

Últimas Notícias

Entre o SIM de Marinaldo Rosendo (PSB) e o NÃO de Ricardo Teobaldo (PTN) maioria do Congresso Nacional vota a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Foto intenet



O dia e noite de ontem (Domingo,17/04) foi mais um "dia daqueles" para o Brasil que se viu dividido em Dois "Brasis"; Um favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff e outro contra e gritando #nãoaogolpe. Os Deputados Federais realizaram 3 dias e 2 noites de sessões entre debates e a tão esperada votação. A votação foi transmitida por diversos meios de comunicação e quem mora em Limoeiro pôde assistir pela TV Câmara (Digital e Analógico) via Parabólica, TV Globo (Digital e Analógico) via terrestre, Rádio Jornal Recife FM, pelos Smartphones nas mais diversas emissoras de Rádios online e ainda pela internet que de minuto em minuto davam resultados da votação ou transmitiam ao vivo. Muitos parlamentares antes de dizer seu sim ou não mandaram recadinhos e isso deixou muitas pessoas irritadas, afinal o que se queria ouvir era o sim ou o não, mas o que se viu mais foi; Pela minha: Mãe, irmã, irmão, cunhado, filho... etc, mas teve sim os votos recheados de discursos até acalorados e de repúdios a presidente Dilma Rousseff e ao presidente da câmara Eduardo Cunha. 

A votação de Jair Bolsonaro foi bem acalorada por ter citações a um General Militar e isto desagradou a alguns, mas não foi só isso que casou turbulência na votação, pois após o voto de Bolsonaro, Jean Wyllys que votou contra o impeachment cuspiu na cara de Jair Bolsonaro e após sair disse: "Eu cuspiria na cara dele quantas vezes eu quisesse". Por volta das 23 horas e 08 minutos com o voto do deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) a votação teve seu parecer favorável ao impeachment e com isso o restante dos deputados apenas "cumpriram tabela" concluindo seus votos. Por 367 votos favoráveis e 137 contrários, a Câmara dos Deputados acabou aprovando e dando o parecer salutar ao processo do impeachment da presidente Dilma Rousseff que agora seguirá para o Senado, que irá decidir se julga ou não a denúncia. Ainda houveram sete abstenções e somente dois ausentes na votação que parou o Brasil e deixou o domingo sem Fausto Silva. Foram um total de 511 deputados (513 total) reunidos na Câmara dos Deputados. Na bancada pernambucana foram 18 Deputados a favor, 6 contra e uma abstenção. 

Dentre os deputados mais conhecidos dos limoeirenses estavam  o deputado Marinaldo Rosendo (PSB, apoiado por Joãozinho) que votou SIM e  Ricardo Teobaldo (PTN, apoiado por Thiago Cavalcanti) que votou NÃO. A partir de agora após as denúncias que já analisada pelo presidente da Câmara e acolhida pela comissão, o Senado irá instaurar o processo de impeachment e a presidente deverá se afastar das suas funções. Se essas duas etapas não resolverem aí vem um terceira etapa com a sessão de julgamento no Senado que será conduzida pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).  Veja detalhes de como ocorre o processo de  impeachment neste site AQUI, E aí o que você achou de tudo isso? Comente!

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.