Propaganda

Últimas Notícias

Como interpretar a linguagem corporal dos gatos



As pessoas que têm gatos de companhia em casa sabem que são animais que precisam de atenção e carinho. Mas, como podemos interpretar o que nos querem dizer? Oxalá pudessem falar para nos dizerem se um dia estão contentes, receptivos, com raiva... mas embora não possam dizê-lo verbalmente, os gatos dizem-nos muito com a sua linguagem corporal e expressiva, comunicam conosco dessa forma e é apenas uma questão de os observarmos para que possamos perceber tudo o que nos querem transmitir. Por isso, em umComo.com.br queremos orientá-lo para saber como interpretar a linguagem corporal dos gatos.
Instruções

Esfregar-se. Quando são amigos para eles, esfregam qualquer parte do corpo para demonstrar a sua amizade, deste modo saúdam. Servem-se do olfato para reconhecer os restantes gatos e pessoas conhecidas. Também se podem esfregar a si porque estão marcando o seu território.

Em posição de alerta. Se o gato está com o corpo de lado, com as orelhas achatadas e viradas para trás, o queixo a proteger o seu corpo, as unhas para fora, o pêlo eriçado, mostra um pouco os dentes, mexe a cauda de um lado para o outro e rosna... tenha cuidado, está em posição ameaçadora porque está recebendo algo ou alguém como uma ameaça e pode atacar ou fugir. Não é aconselhável tocar no gato neste estado pois poderá atacá-lo, é melhor deixar que se tranquilize.

A cabeça. Se estica a cabeça para si é porque quer esfregar-se a si, como sinal de amizade ou para o acariciar. Agachar a sua cabeça também pode ser sinal de submissão, e se a elevar é porque sente confiança. Se tiver as orelhas para a frente pode ser porque está explorando o território e sentir-se relaxado.
Se ficar com as orelhas espalmadas para trás, tem medo ou está em posição de ataque.

Os olhos. Se abrir muito os olhos e tiver os bigodes e as orelhas para a frente é porque está atento. Quando o contato visual é prolongado é a sua forma de nos dizer que nos está vendo, embora às vezes possa significar uma ameaça (deve observar os restantes sinais corporais). Os olhos entreabertos significam que o seu gato tem sono, mas se estiver desperto e os tiver entreabertos, fique alerta, pois pode estar doente ou ter uma infeção. As pupilas dilatadas podem ser por pouca luz, porque está atento a alguma coisa ou porque vai atacar.

Os bigodes. Os bigodes ajudam o seu gato a medir a largura dos sítios ou a proximidade dos objetos. Mas também nos mostram o seu estado de ânimo. Se tiver medo ou estiver com raiva eles ficarão para atrás, se estiver interessado (por exemplo se estiver acariciando o queixo) ficará com os bigodes para a frente, se estiver relaxado ficará com os bigodes para um lado. A boca. Se mostra os dentes e também rosna, claramente está em posição de agressão. Se bocejar, pode ser sinal de que não está ameaçando. Entreabrir a boca não é um sinal de ameaça, uma vez que é como o seu gato analisa os aromas.

A cauda. A linguagem da cauda dos gatos é muito extensa e muito rica, pois indica-nos muitas coisas sobre o seu estado de ânimo. Terá de observar bem porque complementa muito a informação que nos diz com o resto do corpo. Destacamos brevemente: Se a cauda estiver inchada pode estar a dizer-nos que se encontra excitado (ou com raiva). A cauda levantada com um curvamento do lombo, diz-nos que está perante uma ameaça. Se a cauda estiver esticada em ponta e fizer movimentos suaves, alegres e inclusive saltinhos perante o seu dono, diz-nos que está contente. Se o seu gato se encontra indiferente passeará também com a cauda levantada mas se a ponta estiver inclinada em forma de gancho, quer dizer que está de bom humor. Se o seu gato mexer a cauda de um lado para o outro rapidamente significará que está com raiva, mas se a mover lentamente está a dizer que quer as suas carícias e a sua atenção. O seu gato também pode mexer a cauda lentamente enquanto está deitado com os olhos fechados, este é um indicador de que está sonhando ou imaginando coisas agradáveis.

É muito importante lembrar que é necessário oferecer ao seu gato desde a primeira semana todo o tipo de mimos e carícias para poder gerar um vínculo afetuoso e positivo e deste modo poder marcar-lhe limites sem que haja agressividade e poder conviver de forma harmoniosa.
Se tem qualquer dúvida recorra ao seu veterinário e ele resolverá qualquer dúvida que tenha sobre o seu gato. Se deseja ler mais artigos parecidos a como interpretar a linguagem corporal dos gatos, recomendamos que entre na nossa categoria de Gatos.


Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.