Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Especialista dá dicas de como melhorar a retenção de líquido e o inchaço



A endocrinologista Carla Moura enfatiza que a prática de exercícios físicos e uma dieta equilibrada são essenciais para prevenir os edemas

Pernas doloridas e com sensação de peso, inchaço no abdômen ou em outros locais do corpo e marcas de pressão das meias ou sapatos nas pernas e pés são alguns dos sinais que indicam retenção de líquido. A queixa de inchaço, chamado pela classe médica de edemas, é mais frequente em mulheres, devido às alterações hormonais do ciclo menstrual que interferem no funcionamento do organismo, mas podem acontecer por outros fatores, como doenças de base ou dieta alimentar desequilibrada, atingindo também os homens. 

A endocrinologista Carla Moura, do Sistema Hapvida, explica porque acontece a retenção de líquido. “Grande parte do nosso corpo é composto por água, quase 65%, que se distribui  dentro e fora das células de forma equilibrada. Quando acontece algum desequilíbrio nessa distribuição e um acúmulo de água dentro ou entre as células, acontece a retenção de líquido. O edema pode estar relacionado a doenças renais, cardíacas, hepáticas, problemas vasculares, na tireóide ou ainda, ser causado por sedentarismo e uma alimentação rica em sódio e gordura”, aponta. 

O diagnóstico é baseado em uma avaliação médica do quadro clínico e o tratamento varia de acordo com a causa da retenção. “Se for uma doença mais severa, o tratamento consiste em cuidar da doença que está resultando no inchaço. Se a origem do problema estiver no estilo de vida, é mais fácil de solucionar com mudanças de hábitos. O consumo excessivo de sal muito presente em embutidos e fast food, por exemplo, faz com que o organismo precise reter mais água para diluir o acúmulo dessa substância, causando os edemas. Por outro lado, adotar a prática de exercícios físicos irá ajudar na aceleração do metabolismo, melhorando a circulação e o funcionamento do sistema linfático”, pontua a especialista. 

Cuidados simples podem ajudar a prevenir a retenção de líquido ou diminuí-los, no caso de quem já convive com esse incômodo. “Se você trabalha muito tempo em uma mesma posição, seja em pé ou sentado,  é importante tentar se movimentar mais durante o dia para melhorar a circulação. Fazer exercícios físicos que movimentam os membros inferiores como corrida, caminhada e pedalada, também pode ajudar. A ingestão de frutas com alto teor de água, como melão, melancia e abacaxi também vai auxiliar, por elas terem um bom efeito diurético. Então, consumir esses alimentos, beber bastante água e chás irá melhorar a diurese e, consequentemente,  a retenção de líquidos”, enfatiza a endocrinologista Carla Moura.

Postar um comentário

0 Comentários