Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Santander opera com 100% de energia renovável em Pernambuco



Pernambuco faz parte dos seis primeiros estados brasileiros a atingir a marca; No Estado, a matriz é 100% biogás. Até o fim de 2022, o Banco vai utilizar apenas energia renovável em todas as suas operações nacionais
 
Em um movimento no sentido da valorização da sustentabilidade, o Santander acelerou o processo de adoção de energia renovável em Pernambuco, antecipando-se ao prazo previsto de 2022. O Banco fechou 2021 com os prédios administrativos e as 73 unidades de atendimento no Estado operando 100% por meio da fonte de biogás.
 
Esse é um importante marco nos compromissos assumidos pela instituição na proteção ao meio ambiente e no combate às mudanças climáticas. O estado é um dos seis primeiros a atingir essa marca, conquistada também pelo Ceará, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.
 
“Essa é uma importante bandeira que o Santander assumiu como responsabilidade socioambiental. É muito gratificante atingirmos essa meta porque mostramos que não só fomentamos a geração e adoção de energia limpa, através das nossas linhas de crédito, como estamos dando um exemplo à própria sociedade de que somos capazes de adotar uma operação sustentável e assim darmos nossa contribuição ao meio ambiente”, afirma o superintendente executivo da Rede Nordeste do Santander Brasil, José Arcurso.
 
No monitoramento realizado é possível observar que 100% da energia utilizada pelo Santander em Pernambuco é proveniente de biogás. Nacionalmente, o Banco havia assumido o compromisso público de consumir apenas energia renovável em 100% das lojas e prédios administrativos até 2025. Em levantamento recente, revisou os dados e antecipou esse objetivo para o fim de 2022.
 
A meta atingida se soma às ações realizadas nos últimos anos para tornar a operação mais eficiente, rentável e conectada às demandas da sociedade. Desde 2015, o Santander reduziu em 25% o consumo de energia e em 79% o consumo de água, o que já colaborou para uma redução de 33% no volume de emissões de gases de efeito estufa em sua atividade. Em breve, pretende eliminar os plásticos de uso único nos escritórios e edifícios corporativos, indicadores que impactam positivamente o meio ambiente. O Grupo Santander também tem a ambição global de alcançar emissão líquida zero de carbono até 2050, em um objetivo que vale tanto para a própria atividade do grupo, que é neutro em carbono desde 2020, como para todas as emissões de clientes de qualquer serviço financeiro, assessoramento ou investimento que o Banco oferece.
 
Clientes pessoa física e empresas de todos os portes também podem atingir metas sustentáveis com as linhas de financiamento do Santander, específicas para soluções de energia renovável. Desde março de 2021, por exemplo, o Banco passou a incentivar, através de linhas de crédito especiais e auxílio em estudos de viabilidade, a instalação de sistemas fotovoltaicos em Fernando de Noronha, inclusive realizando reuniões com os empresários locais para explicar os benefícios ambientais e econômicos.

Postar um comentário

0 Comentários