Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Parceria entre Elfa e CapTable pode transformar cenário de soluções e serviços em saúde com parcerias e investimentos em startups



De acordo com pesquisa da PwC, 32% dos CEOs brasileiros apostam em parceria com startups para estimular o crescimento das empresas

O constante anseio do mercado por inovação faz com que as empresas precisem criar cada vez mais soluções capazes de surpreender seus clientes e parceiros. Por isso, a busca por startups que consigam estimular e desenvolver inovação faz toda a diferença, principalmente para o setor de serviços em saúde que atua na linha de frente para garantir que os pacientes recebam o que precisam. As parcerias e investimentos nas startups que buscam soluções para o setor reforçam o potencial de crescimento e, foi pensando neste cenário de crescimento e oportunidades para o desenvolvimento das startups, que a Elfa, uma das principais provedoras de soluções e serviços de logística em saúde no Brasil, acaba de firmar uma parceria com a CapTable, maior hub de investimentos em startups do Brasil. Desta forma, a companhia realizará parcerias e investimentos em healthtechs e logtechs inovadoras, dedicadas a buscar soluções que possam aprimorar cada vez mais os serviços da empresa.

“Ao realizar parcerias e investir em startups, estamos buscando o novo e reforçando uma cultura de inovação constante dentro da empresa. Quanto mais oportunidades tivermos de crescer por meio do desenvolvimento de soluções inovadoras, mais poderemos diversificar a nossa oferta de produtos e serviços. Criamos um ecossistema de inovação dentro da companhia para que todas as ações sejam trabalhadas de forma integrada e possamos encontrar startups que contribuam de maneira significativa para a empresa e para toda a cadeia de saúde”, explicou o diretor executivo de Digital, Inovação e Customer Experience da Elfa, Rafael Tobara. Segundo dados da Distrito, desde 2014 foram investidos, no Brasil, US$430 milhões nas healthtechs que atuam na área da saúde. Já o investimento nas logtechs, que são as startups que atuam com logística, superam os US$1,3 bilhão desde 2011.

Outro dado que chama atenção é da pesquisa realizada pela PwC. Segundo a multinacional, em março deste ano, 32% dos CEOs brasileiros apontaram que parcerias com startups estão entre as atividades planejadas nos próximos 12 meses para estimular o crescimento. Além disso, é importante considerar também o quanto a pandemia evidenciou a relevância da inovação em todos os aspectos que envolvem a saúde das pessoas. O cofundador da CapTable, Guilherme Enck, explica que esse interesse dos CEOs brasileiros em firmar parcerias ou em investir em startups é benéfico ao mercado brasileiro, pois fomenta as startups e facilita o processo de inovação das empresas já consolidadas em seu mercado.

“Temos observado esse olhar animado em fechar parcerias pontuais com startups, por parte dos CEOs em todo o país. Essa iniciativa nos mostra que existe um desejo favorável à busca de soluções inovadoras para mercados tradicionais. Com a pandemia, essa busca por parte das companhias ficou ainda mais evidente”, explica Enck.

Guilherme ainda afirma que essa parceria entre Elfa e CapTable é extremamente importante para o ecossistema das healthtechs com atuação em soluções para a área da saúde e para a própria Elfa, que poderá passar a contar com práticas inovadoras e únicas para sanar suas dores e criar diferenciais competitivos dentro do seu mercado a partir da agregação dessas novas soluções.

“Firmar essa parceria nos permite ter um olhar mais crítico em relação às startups, pois a Elfa busca por healthtechs e logtechs que a possibilitem oferecer algo novo para os seus clientes e ao seu mercado. Acredito que será uma parceria lucrativa e que contribuirá ainda mais para o sucesso do segmento no Brasil”, afirma Enck.  

Postar um comentário

0 Comentários