Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Falta de libido pode estar atrelada a estresse e alimentação irregular



12 de junho é comemorado o dia dos namorados no Brasil e, com a chegada da pandemia causada pelo novo coronavírus, as comemorações ficaram um pouco mais restritas, o jantar romântico em casa se tornou opção para grande maioria. Porém, além de encontrar outros meios de comemorar essa data tão especial para os casais, a falta de libido, estresse e o cansaço também estão fazendo parte da rotina de quem vivencia uma pandemia há mais de um ano. 

A redução da libido sexual pode estar atrelada à convivência do casal, como também ao estresse, ansiedade, humor negativo, falta de autoestima e até mesmo a depressão. “É natural que em uma situação de pura ansiedade, depressão, de uma sociedade adoecida por conta da pandemia, dependendo da pressão que o indivíduo possa estar passando, é possível que automaticamente baixe a libido, sendo assim, não há atividade do desejo”, pontua o neuropsicólogo do Sistema Hapvida Carol Costa. 

Acredita-se também que a alimentação inadequada pode afetar a libido, pois a deficiência de nutrientes interfere nos hormônios sexuais. De acordo com a nutricionista do Sistema Hapvida, Michele Arruda, refrigerantes, frituras, bebidas alcoólicas e massas em excesso são considerados vilões para quem quer melhorar o desempenho sexual, além do consumo excessivo de cafeína, o tabagismo e alimentos ultraprocessados, deixando o corpo mais cansado, prejudicando o sono e os hormônios. 

Existem alimentos considerados afrodisíacos, estimulantes da serotonina que dão a sensação de bem-estar e prazer. “Alimentos ricos em triptofano como banana, chocolate e castanhas estimulam a libido. Já o consumo de ostras, amendoim e pimenta também está na lista dos alimentos estimulantes sexuais, porém devem ser consumidos com moderação”, afirma a nutricionista Michele Arruda. 


Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 7,1 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, Grupo Promed, além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 37 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 47 hospitais, 201 clínicas médicas, 45 prontos atendimentos, 173 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Postar um comentário

0 Comentários