Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Siemens expande usinas virtuais para a indústria com novo contrato com a Sinebrychoff




·    Ecossistema desenvolvido para a fabricante global de bebidas envolveu as empresas Siemens, MW Storage International, Fluence e Vibeco

·    Solução vai permitir novos níveis de otimização de energia ao abranger software, financiamento, e tecnologia de armazenamento

·    Esse é o primeiro contrato de serviço de armazenamento de energia da cervejaria finlandesa Sinebrychoff


Em um movimento que traz novas oportunidades de mercado para competidores industriais, a Siemens desenvolveu um modelo de negócios exclusivo para apoiar o próximo nível de otimização de energia para a cervejaria finlandesa Sinebrychoff, uma subsidiária do Grupo Carlsberg internacional. A solução, que será implementada na unidade da Sinebrychoff na grande Helsinque, vai criar um dos primeiros exemplos de flexibilidade de energia em uma instalação industrial ao envolver uma usina virtual (VPP) e a mais recente tecnologia de armazenamento de energia.

O modelo inovador exigia uma cooperação estreita entre várias entidades. Para soluções de financiamento, a Siemens Smart Infrastructure (SI) fez parceria com a MW Storage International AG, com sede na Suíça, que garantiu o investimento inicial do projeto, e a Siemens Financial Services (SFS) para trazer sua experiência em gestão de risco e estruturação de negócios. A MW Storage International possui uma participação de 69% no projeto. A SFS criou a estrutura financeira e legal, codesenvolveu o modelo de negócios, e permitiu a configuração do VPP por meio de financiamento inteligente.

Já a Fluence, uma joint venture da Siemens e da AES, está contribuindo com seu sistema de armazenamento de energia Edgestack de 20 megawatts para a instalação, projetado especificamente para aplicações comerciais. A Vibeco, uma subsidiária da Siemens Finlândia especializada em VPPs, fornecerá a plataforma de negociação para permitir as transações de energia.

“Trabalhamos com a Sinebrychoff há anos para apoiar suas metas de eficiência energética e redução de emissões. Graças aos dados históricos de energia e ao agrupamento das competências de diferentes competidores, agora podemos usar a digitalização para criar o potencial de economia e melhorar a qualidade do fornecimento de energia para a cervejaria”, disse Matthias Rebellius, membro do conselho administrativo da Siemens AG e CEO da Smart Infrastructure. “Junto com nossos parceiros, podemos oferecer um modelo de serviço inovador para ajudar ativamente as empresas industriais a fazer a transição para a economia verde.”

Além de conceber o modelo e contribuir com seu know-how do domínio, a Smart Infrastructure da Siemens vai atualizar a conexão à rede e será responsável por garantir a otimização energética da instalação. Juntos, os parceiros estão criando um ecossistema digital único que oferece suporte à transição energética. A solução está programada para estrear no verão de 2021.

A Sinebrychoff é uma das principais cervejarias da Finlândia, produzindo mais de 300 milhões de litros de cerveja, sidra, refrigerantes e bebidas energéticas anualmente. Com o novo modelo de energia e armazenamento, espera-se que a empresa reduza o consumo anual de energia e as emissões de CO2. A fabricante de bebidas fornece a localização do sistema de armazenamento de energia, que tem metade do tamanho de um campo de futebol. A empresa consome energia do sistema de armazenamento para suas próprias operações. Os benefícios que a Sinebrychoff recebe incluem maior eficiência energética, um novo fluxo de receita, análises avançadas e integração de previsão do tempo. As cargas da usina da Sinebrychoff são conectadas ao mercado de energia finlandês, supervisionado pela operadora da rede nacional do país, Fingrid. Este último compensa os competidores do mercado por desempenharem um papel na habilitação da flexibilidade da rede.

Armazenamento de energia baseado em aluguel

“Estávamos procurando maneiras de melhorar nossa eficiência energética e qualidade de energia em nossas instalações de produção”, disse Pasi Lehtinen, VP de Cadeia de Suprimentos da Sinebrychoff. “Este modelo inovador desenvolvido pela Siemens e seus parceiros é uma solução completa e ideal.”


O sistema de armazenamento de energia Edgestack™ da Fluence é construído em sua pilha de tecnologia de sexta geração, que combina hardware de fábrica, software avançado e inteligência baseada em dados. O Edgestack apresenta um design modular e oferece suporte a aplicações comerciais e industriais, ajudando os clientes a evitar cargas de pico caras, regular frequências e equilibrar flutuações de tensão. 

“O armazenamento de energia oferece benefícios significativos não apenas para os clientes, mas também para a rede elétrica mais ampla”, disse Dennis Fehr, CFO da Fluence. “Temos o prazer de contribuir com nossa tecnologia líder do setor para o projeto e esperamos replicar este modelo de serviço com a Siemens e a MW Storage International no futuro.”

A compra, instalação e operação do sistema são feitas pela Siemens e pela Vibeco. A operadora da rede Fingrid adquire serviços adicionais, como regulação da frequência da rede primária, que são suportados pelo sistema de armazenamento de energia instalado em Sinebrychoff. Graças ao Fingrid estabelecer mercados nacionais para energia de reserva e equilibrar a rede, o sistema de armazenamento pode equilibrar a rede de forma automática e contínua.

“Vemos isso como o modelo de armazenamento do futuro para vários setores, incluindo alimentos e bebidas”, acrescentou Wilfried Karl, CEO da MW Storage International. “Eles se beneficiam de tecnologia de armazenamento de última geração, vantagens financeiras e ambientais, bem como experiência comprovada e um modelo de licença atraente.”

“Como muitos outros setores, o setor global de alimentos e bebidas está passando por uma grande transformação energética”, disse Roland Chalons-Browne, CEO da Siemens Financial Services. “A integração de tecnologia e finanças possibilitou esta solução inovadora para Sinebrychoff e, por sua vez, criou um modelo muito eficaz para gestão de energia.”

O projeto será uma nova vitrine para a solução VPP da Siemens, que funciona em uma plataforma de software. A plataforma equilibra de forma inteligente as cargas elétricas de edifícios ou fábricas que foram conectadas em uma microrrede, incorporando energia renovável e armazenamento de energia. Ao ajudar a equilibrar o consumo de energia, o VPP diminui a necessidade de energia de reserva, levando a uma redução nas emissões de dióxido de carbono no mercado finlandês. 

Postar um comentário

0 Comentários