Ultimas Notícias

8/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Galpão das Artes celebra 20 anos de muita cultura




Há duas décadas o município de Limoeiro, encravado no Agreste Setentrional de Pernambuco, vislumbra um fazer cultural ora meigo, ora apoteótico; ora corriqueiro, ora imensurável. Essas dicotomias transcendem a área física, material, alugada (a duras penas!) à Rua Vigário Joaquim Pinto, nº 465, do espaço cultural “alternativo” denominado Centro de Criação Galpão das Artes.

O *Galpão* é de múltipla função, ação, opção, canção, adição, lição, reação, emoção, menção, doação, oração... 

É o Galpão *das Artes* Cênicas, das Artes Visuais, das Artes Plásticas, da Arte-educação...

E nesse momento de pandemia pelo coronavírus, ainda sem as atividades presenciais, o Galpão das Artes celebra o vigésimo aniversário, ao longo desse ano de 2020 arrecadando alimentos, kits de limpeza e material didático para as crianças assistidas pelo Programa Arte-Educação – no Galpão aprendem a confeccionar os próprios brinquedos e são incentivadas à prática da leitura e da produção textual.

Além dessa ação solidária direcionada à educação, paralelamente, no campo cultural, incansavelmente também arrecada doações para os artistas circenses itinerantes do Circo Águia de Asa e do Circo Palhaço Maluquinho, onde estão “ilhados” no município da Aliança, na região da Mata Norte.

Efervescência cultural, social, educacional... Essas intensas e inúmeras atividades evidenciam, na prática, a máxima de São Francisco de Assis: “é dando que se recebe”.

Outrora, em um artigo sobre o décimo aniversário, evidenciei – e continuo afirmando – que o Galpão das Artes é uma das “7 Maravilhas de Limoeiro”.

Viva o Galpão! Viva a Arte! Viva a Vida!
____________________________
Clébio Marques é Pedagogo. Professor de Metodologia da Pesquisa Científica. Ator. Produtor e Articulador Cultural. Consultor, Elaborador e Parecerista em Projetos Culturais.

Postar um comentário

0 Comentários