Duas apresentações realizadas pela Banda Pegada do GB, no município de Limoeiro, foram parar na Justiça por falta de pagamento. De acordo com o músico e um dos donos do grupo, Gabriel Barros, os shows aconteceram em 2019: o primeiro, no São João, na Rua da Alegria, em junho; e o outro, na Festa de São Cristovão, no Bairro da Congal, em agosto. Com fotos e vídeos que comprovam a prestação do serviço, Gabriel ingressou com um processo (0001357-73.2019.8.17.2920) na 1ª Vara Cível da Comarca de Limoeiro para receber os cachês. "A prefeitura entrou em contato comigo três vezes e fizemos acordos. Nenhuma das três vezes foi cumprida da parte deles. Daí, como eles (prefeitura) não cumpriram, acionei a Justiça", disse Gabriel.


O processo é de natureza de Execução Contratual. No acompanhamento processual - através do site do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) - as intimações foram emitidas no dia 9 de dezembro de 2019. Em resposta ao contato da reportagem do Blog do Agreste, a prefeitura informou que, por se tratar de um processo judicial, "quem está respondendo por essa questão é a Procuradoria". "No momento, o caso está em fase de contestação e não podemos adiantar o conteúdo dos argumentos da defesa", diz a resposta. O sistema Consulta Processual 1º e 2º grau, desenvolvido com plataforma mais moderna e segura, busca trazer aos usuários maior facilidade nas consultas aos processos correntes neste tribunal.

Blog do Agreste


https://blogdoagreste.blogspot.com/2020/02/banda-aciona-justica-para-receber.html