Propaganda

Últimas Notícias

XXII MOSTEV - Mostra de Teatro da Vitória que tem inicio na última sexta-feira (20), reunindo trabalhos de toda região




A MOSTEV, com seus 22 anos ininterruptos, é um festival que se iniciou com características estudantis. Ao longo dos anos, acompanhando a evolução e a demanda
do segmento, a Mostra de Teatro da Vitória, se redesenhou, descobriu novas possibilidades e criou sua própria identidade, passando a ocupar uma área de destaque no interior pernambucano, estando entre os três principais festival de teatro. Nesta edição, uma equipe com cerca de 25 pessoas entre coordenação e apoio, se revezam nas mais variadas funções, afim de oferecer aos grupos e ao público um serviço de qualidade. Companhias e grupos de Vitória de Santo Antão e cidades da região estarão até o próximo fim de semana apresentando seus trabalhos e promovendo a diversidade teatral, que o estado possui. A MOSTEV abrange os mais variados gêneros e formatos e trabalho, com programação adulta e infanto-juvenil, sendo realizada dentro do Teatro Silogeu.

Desde a ultima sexta-feira (20) o público que veio prestigiar a mostra, acompanhou a apresentação de trabalhos e propostas destinas, que se propunham a dialogar com temas sociais, literários, populares e cotidianos, no palco já passaram os trabalhos: “O Povo & o Chão” do Grupos LiterAtos, “O Casamento da Viúva” do Núcleo Teatral Start, “Soletrando, Bisbilhotando e Encantando”, do Cia. de Teatro Riso, “Congresso do Kaos” do Teatro do Amanhã, “O Menino que Virou História” da Pirilampos Produções e Entretenimento e “Sangrando” da Gambiarra Produções Artísticas e Vinicius Coutinho Produções Artísticas. E muitos outras estão por vir. Todos os grupos estão inseridos na mostra competitiva do evento, que é composta por nomes conhecidos no estado e que integram o movimento cultural da região, sendo: César Leão, Hérika Aráujo, Luiz Neto e Raphael Gustavo. Em conversa com Lázzaro Santos, um dos Coordenadores da MOSTEV, ele avalia.

“A 13 edições, integro a equipe da MOSTEV, e percebo que a mostra vem desempenhando um papel importantíssimo dentro da nossa cidade, e que vem contribuindo principalmente para a formação de novos públicos, estes, consumidores de teatro, e de arte de forma geral. Com isso posso ir mais além, e destacar que o festival também abre portas para o surgimento de novos talentos - grupos, coletivos, núcleos de produção cênica e artistas - que passam a ter uma visibilidade regional. São vários os aspectos que permeiam a mostra, que antes integrava outras linguagens e que nesta edição, direciona exclusivamente seu foco ao teatro. Apresentamos ao público, a tradição, com a realização de roda de conversa com cada grupo para falar sobre sua trajetória e do trabalho apresentado, bem como, a renovação, com a inserção de novas possibilidades para o festival” Nesta segunda (23), o festival segue seu curso com a realização da Oficina de Elaboração de Projetos Culturais e Captação de Recursos, com Pablo Dantas, a partir das 14h na sede do Instituto Histórico Geográfico de Vitória, e às 20h com o espetáculo “O GAIOLEIRO” da Cia. Experimental de Teatro, no Teatro Silogeu, como o número limitado e 40 lugares, e ingressos no valor de R$ 5,00 (cinco reais). A Classificação etária é de 16 anos. Venha participar!

por Luiz Pereira Neto

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.