Propaganda

Últimas Notícias

Ex-vereador Zé Nilton sai em defesa do Radialista Gonçalves Filho a respeito do caso da ouvinte



Quem escutou a Cultural FM 96,3 MHz hoje pela manhã ouviu o desespero de uma ouvinte que relatou um fato bastante triste que está acontecendo com seu filho. Segundo a ouvinte da Cultural a senhora Edilene, seu filho estaria sofrendo ameaças de morte por conta de não pagamentos de produtos comprados no Recife. A mesma informou que seu filho é gesseiro, ou seja, trabalha com gesso e prestou serviço a prefeitura de Limoeiro. A priori o serviço deveria ser pago com entrada de 50% e os outros 50% após conclusão do serviço, mas o prefeito de Limoeiro disse ao mesmo que só pagaria o valor total do serviço quando o mesmo estivesse pronto.  Após concluir o serviço, o gesseiro Cleiton Pereira da Silva, foi realizar a cobrança pelo serviço, mas não obteve êxito. 

Após voltar ao Recife o mesmo foi ameaçado de morte por não pagar os produtos comprados para realizar a obra na prefeitura. Essa pobre mão ligou desesperada (como é possível ouvir no áudio abaixo) para que a prefeitura pague a seu filho e ele possa honrar com os seus débitos.  Após Gonçalves Filho (radialista da Cultural FM) desligar a ligação desta mão e entrar nos comerciais, ele recebeu via WhatsApp um áudio do prefeito Joãozinho tecendo críticas a ele por ter deixado a ouvinte falar ao vivo. Gonçalves como profissional que é colocou o áudio que recebeu do prefeito no ar e falou sem meias palavras que não tem língua presa e que se o ouvinte se identificar terá sempre espaço na emissora. Ao final do programa os áudios começaram a circula no WhatsApp e repercutiu negativamente para o prefeito que já não conta com uma boa imagem há alguns meses.

Após receber este áudio o ex-vereador Zé Nilton usou das Redes Sociais para tecer uma crítica e nela ele falou o seguinte; "O verdadeiro gestor deve estar preparado para as críticas. Quem assume cargo público sempre vai arcar com as insatisfações. Em um país democrático, o cidadão sempre terá o direito de cobrar, reivindicar e questionar. O mesmo direito tem a imprensa, de ser a voz e a representação do povo mais humilde. Por outro lado, o citado tem o direito de resposta, simples assim. Agira, um prefeito, que se acha no direito de chamar um profissional de irresponsável por ter aberto o telefone para uma ouvinte, não merece ser chamado de prefeito. O tempo do coronelismo não existe mais. Limoeiro não merece conviver com essa situação. Mais um fato lamentável. Aqui meu repudio. Ao mesmo tempo minha solidariedade ao radialista Jose Gonçalves Filho e imprensa Limoeirense". Assinou a nora Zé Nilton.

É muito triste ver um profissional nas funções de seu exercício ser tratado desta maneira. Muitos amigos foram solidários com ele e em seu perfil em uma Rede Social as mensagens de apoio foram chegando aos montes, afinal ele é um profissional muito respeitado não só em Limoeiro, mas nas cidades vizinhas. Isso nunca havia acontecido em Limoeiro após a queda do coronelismo. Um carro de som percorreu as principais ruas da cidade vinculando uma nota de repúdio ao prefeito de Limoeiro pelo caso ocorrido. Ficou feio demais para o gestor da cidade. Todos os blogueiros e radialistas da cidade estão solidários ao companheiro de imprensa que teve seu direito violado ao ser questionado sobre a ouvinte ter ido ao ar. Esperamos que atos como este não se repitam em nossa cidade e que a liberdade de imprensa seja amplamente respeitada e que nenhum veículo de comunicação possa sofrer represálias. Assim esperamos! 







Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.