Propaganda

Últimas Notícias

LANÇAMENTO DE LIVRO - Foca no Sincretismo Religioso e é Dedicado à Procissão à São Jorge que acontece há 49 anos no ARRUDA



O Pesquisador e Sacerdote de Umbanda, Professor Jorge ARRUDA, dá continuidade a Coleção Sophia, lançando o Volume 14 da Coleção, onde descreve o Sincretismo entre o Santo católico São Jorge, que é Padroeiro do Rio de janeiro e tem devotos na Cidade do Recife e no mundo. São Jorge, no Sincretismo da Umbanda, representa o orixá Ogum, tendo em vista que os ancestrais retirados da África-Mãe, encontraram, através da resistência negra a posibilidade de cultuar, celebrar e resistir ao Racismo Religioso, através do Ícone Católico São Jorge Guerreiro e defensor dos menos favorecidos. Desde Dom Afonso, aos nossos dias, São Jorge é celebrado em vários Paises, e, no Recife, tem no dia 23 de abril, várias festividades, Toques nos mais de 2000 mil terreiros de Umbanda e Candomblé, espalhados em Recife e área metropolita.

No dia 23 de abril próximo acontecerá a 49 procissão à São Jorge, no bairro do Arruda, trazendo vários adeptos do candomblé e da umbanda, para a louvação e celebração ao Santo Católico - numa dimensão de respeito e devoção ao santo Guerreiro. A obra aborda o " lugar" que cada um tem dentro das celebrações da Umbanda e do Candomblé, oferecendo essa possibilidade de entendermos que São Jorge é um Santo católico e não há nada que impeça a celebração e a devoção de cada um - Ogum e São Jorge, são distintos -  pela singularidade da " guerridade" dos dois. Um no Altar Católico e o outro nos Altares das Casas, Centros, Terreiros de Umbanda e Candomblé de Pernambuco.

Para Arruda, esse enfrentamento à intolerância religiosa e ao enfrentamento ao racismo religioso, vem  desmitificar e desmistificar o " amor" que as Casas de Umbanda, com o Sincretismo que nada diminui a nossa fé, pode ajudar ao combate às várias maneiras discriminatórias que ainda perduram em nosso País e no Mundo. Um mundo que precisa de Paz, de acolhimento às diferenças, às diversidades e às confissões de fé. Bem como ao respeito às pessoas de matrizes africanas e afrobrasileiras

O Santo Jorge e o Orixá Ogum na nação Ketu, Nagô, Moçambique e demais Nações, tem o seu lugar e o seu valor. Mas o Santo Catolico, " guarda muitas das lutas, fugas e " reencontros" com a África Mãe, que Agoniza ainda pelas desigualdades. O Orixá Ogum, que é o Vencedor das Demandas e o Grande Ferreiro, - encontra-se nas " Terras do Brasil, configurando assim - o Sincretismo Religioso que cultivamos-cultuamos até hoje nas diversas Casas e Terreiros de umbanda e de Candomblé - numa convivência pacifica e respeitosa  com a " CONSTRUÇÃO " do sincretismo religioso que se deu no Brasil - a Umbanda " acolheu" os santos Católicos em seus espaços, muitas vezes, pelas singularidades-similitudes com os Orixás e pela proibição, em diversos lugares desse Pais, das Memorias religiosas africanas. Arruda destaca que cada um de nós, mesmo os de terreiros, necessitam - respeitar- o Sincretismo religioso - sem acreditar que ser - acolhedor do SINCRETISMO - diminui a nossa fé nos Orixás, pelo contrário. Podemos Amar " Nossa Senhora da Conceição e Amar a Rainha do Mar - YEMANJÁ- podemos Amar a Padroeira do Recife - Nossa Senhora do Carmo - e podemos Amar - a Dona das Águas Doces - Mãe Oxum. Assim também acontece-ocorrer com o santo Jorge e o Orixá Ogum, finaliza.  .

Lançamento da OBRA: Ogum Vencedor - São Jorge Guerreiro

Data: Dia 23 de abril

Local: Tenda de Jurema e Umbanda Sultão das matas, Rua do TRIUNFO - 477 - ARRUDA- Recife

Horário: 20h

CONTATO: 9 88720554

Nenhum comentário

Para comentar neste Blog você deve ter consciência de seus atos, pois tudo que aqui é postado fica registrado em nossos registros. Tenha em mente que seu respeito começa quando você respeita o próximo. Lembre-se que ao entrar aqui você estará em um ambiente bem descontraído e por isso contribua para que ele sempre fique assim. Não esqueça que os comentários são moderados e só iram ao ar depois de uma analise e se passarem por ela iremos publicar, caso não ele será deletado. Para os novos comentários via Disqus ou Facebook a moderação não se faz necesária, já que o nome do usuário fica salvo nos comentários.
Obrigado pela visita e volte sempre.